Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

25 de julho de 2024

Celular ao volante dá multa e 4 pontos na CNH


Por Mariana Czerwonka Publicado 02/02/2014 às 02h00 Atualizado 08/11/2022 às 23h19
Ouvir: 00:00

Uso do celular ao volanteFalar ao telefone e dirigir ao mesmo tempo é uma das infrações de trânsito mais cometidas pelos motoristas. Quem é flagrado nessa situação está sujeito às penalidades do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). O condutor recebe multa de R$ 85,13 e ainda perde quatro pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

Mesmo assim, as penalidades parecem não impor medo aos motoristas. A fiscalização dos agentes de trânsito nem sempre consegue coibir a infração. O comandante da GCM de Rio Claro, José Sepúlveda, conta que até mesmo a presença dos guardas não inibe os condutores de cometerem a infração. O motorista parece acreditar que sua necessidade de atender a ligação é maior que o risco de receber uma autuação ou multa.

No entanto, Sepúlveda alerta que o condutor corre o risco de sofrer um acidente grave, colocando em risco sua vida e a vida de terceiros. Tudo porque optou por falar ao celular dirigindo, quando o correto é parar o veículo para atender a ligação com segurança.

E não é somente o celular que não pode ser usado ao volante. Bluetooth, fones de ouvido e outros equipamentos similares também são proibidos, porque tiram a atenção do motorista do trânsito. O mesmo vale para o SMS, envio de mensagem de texto via celular.

A Abramet (Associação Brasileira de Medicina de Tráfego) possui uma campanha de alerta contra o SMS com o slogan “Uma letra é o suficiente. Ao dirigir, não envie SMS”. Segundo a entidade, a chance de colisão aumenta 23 vezes durante a digitação da mensagem. Em um segundo, o motorista percorre 17 metros sem atenção.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), 1,3 milhão de pessoas morrem por ano em acidentes de trânsito. O uso do celular é a principal distração, que aumenta em até 400% o risco. No Brasil, é a quarta causa de acidentes de trânsito. Para reduzir esses números, o Ministério das Cidades, em parceria com o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), criou dois aplicativos para celulares que evitam que o usuário transgridam as leis de trânsito: Onde Tem Táxi e Mão no Volante.

O Mão no Volante bloqueia as chamadas enquanto o usuário estiver dirigindo e envia uma mensagem para quem ligou: “Estou dirigindo. Ligo mais tarde”. A ideia é conscientizar os motoristas a não falarem ao telefone enquanto dirigem.

Fonte: Jornal da Cidade

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *