Notícias

Notícias

Condutores alérgicos devem ter cuidados especiais no veículo 

Condutores alérgicos devem ter cuidados especiais no veículo

Alérgicos no trânsitoAlergia é uma resposta de defesa exagerada do sistema imunológico diante de alguma substância que o organismo reconhece como estranha a ele. Esta resposta exagerada que tem como base o fator hereditário e a exposição às substâncias alergênicas; poeira, pó, pelo de animais, insetos, poluição, produtos químicos, medicamentos e alimentos leva aos sintomas e sinais das várias doenças alérgicas. Segundo pesquisas, cerca de 30% dos brasileiros sofrem de algum tipo alergia.

E você sabia que isso pode afetar o desempenho dos motoristas no trânsito? Além da alergia propriamente dita, os medicamentos utilizados para o tratamento desse problema geralmente causam sonolência, o que é uma condição adversa que pode colocar em risco a segurança do condutor e dos demais usuários do trânsito.

O Portal do Trânsito separou algumas informações que você precisa saber para dirigir com segurança se tiver algum tipo de alergia.

Identificando o problema

Se alguns sintomas como coceira no nariz, coriza e sucessivos espirros se repetem habitualmente, desaparecem quando chove e depois voltam a aparecer, além disso, nunca são acompanhados de febre, pode tratar-se de alergia. Procure orientação médica.

Eu sou motorista

A partir do momento que o condutor é diagnosticado com o problema e inicia o tratamento, é preciso verificar com o médico o melhor medicamento a ser utilizado. Existem alguns que não tem a sonolência como efeito colateral. É importante ler a bula e ter atenção a sintomas como alterações sensoriais, tonturas, sono e alterações de comportamento.

Uso do ar condicionado

Se o ar condicionado do carro não tiver filtros HEPA* é melhor não utilizá-lo. Ninguém é alérgico ao ar condicionado em si, mas às características do ar dos ambientes que são climatizados. Este ar é mais frio e seco que o do meio ambiente, condições essas que agridem a mucosa nasal, levando o indivíduo alérgico a ter mais frequentemente os seus habituais espirros, coriza e obstrução nasais. Se não houver como ficar sem o ar, use por períodos não muito longos e tenha certeza de que o filtro está limpo. Se o problema for alergia ao pólen, andar com as janelas abertas também não resolverá o problema, nesse caso, o melhor seria investir no filtro HEPA para o veículo.

Esteja preparado

Já que toda mudança de estação deixa o ambiente com mais pólen, uma dica é visitar o site chamado pollen.com, que vai ajudá-lo a saber previsões e alertas sobre os dias com maiores riscos de você ter uma crise alérgica, de acordo com a quantidade de pólen no ambiente.

Óculos de sol

O uso dos óculos de sol protege os olhos de substâncias alergênicas, reduz a coceira e o lacrimejamento.

Limpo

Deixe o veículo livre de bichinhos de pelúcia, livros, revistas e objetos em geral que podem acumular pó e poeira. Antes de sair, limpe o carro, especialmente se tiver transportado animais.

Álcool

É proibido dirigir com qualquer quantidade de álcool no organismo. Nesse caso específico, o álcool pode potencializar os efeitos colaterais dos medicamentos.

* Filtros HEPA: Usado, inicialmente, em purificadores de ar de locais de grande concentração de pessoas, o filtro HEPA foi aprimorado para uso em residências e veículos, sendo recomendado para portadores de asma e alergias respiratórias. Ao retirar do ar os elementos que ocasionam a crise alérgica ou asmática, um ar condicionado com filtro HEPA proporciona melhor qualidade do ar no ambiente.

Artigos Recomendados Para Você

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *

Trocar a senha

Identifique-se para receber um e-mail com as instruções de nova senha.

[wp_user active='forgot']