Notícias

Notícias

Condutores de 18 a 25 anos cometem 25% dos acidentes 

Na Semana Nacional do Trânsito, uma pesquisa alerta para os acidentes no período de menor circulação de veículos nas cidades. Em todo o país, é durante a madrugada que acontecem os casos mais graves. Nesta semana, um acidente de madrugada causou a morte de duas pessoas em São Paulo. E uma preocupação é que são os jovens os principais causadores dos acidentes mais graves. Os mais jovens, estão envolvidos nos acidentes mais graves. Os motoristas com menos de 25 anos são a maioria nos casos em que há perda total do veículo. A culpa foi dele: o celular. Fernando voltava da balada com mais três pessoas na madrugada deste sábado (21). Ele era o motorista da vez e estava dirigindo o carro de um amigo, mas se distraiu com o telefone. “Nessa que eu fui passar o celular para ele eu acabei me distraindo e bati o carro na mureta. E foi isso o que aconteceu. Acabou furando o pneu, ralando um pouquinho do lado, mas graças a Deus não aconteceu nada”, conta Fernando. Fernando deu sorte. Um levantamento feito por uma seguradora de veículos de janeiro de 2012 até o mês passado mostra que os acidentes mais graves aconteceram durante a madrugada, entre meia-noite e seis da manhã. E as vítimas, na maioria das vezes, eram homens e jovens. Foram analisadas 167,2 mil ocorrências. A maior parte foi durante a tarde. Apenas 6,4% das colisões aconteceram na madrugada. Só que essas foram as mais violentas: em 23% dos casos houve perda total do veículo. “Das ocorrências de perda total, praticamente 25% são relativos a pessoas, condutores de 18 a 25 anos. São pessoas que estão começando a utilizar o veículo, são jovens que estudam e vão para a balada à noite, saem em grupo, tem muitas distrações ao utilizar o veículo, e por isso a incidência é alta”, declara Denis Milan, diretor da seguradora. Na madrugada de domingo (22), Danilo Renan de Lima, de 23 anos, bateu contra um poste e atropelou os clientes de um bar na Zona Oeste de São Paulo. Duas pessoas morreram; uma delas estava no carro. Testemunhas disseram que o motorista disputava um racha. Ele está no hospital e deve ser preso quando tiver alta. O tenente do Corpo de Bombeiros diz que os finais de semana são sempre críticos. “Então o pessoal voltando de festas, de comemorações, acabam tendo esses acidentes mais graves e infelizmente envolvem essas pessoas mais jovens que, talvez pela falta de experiência, não sabem o quão grave pode ser um acidente de trânsito em uma velocidade elevada”, afirma Daniel Gonçalves, tenente do Corpo de Bombeiros. “Acho que é mais uma questão de olhar para si mesmo e falar ‘não, hoje eu sou o cara que vai dirigir, não vou fazer nada de errado, vou ter a minha responsabilidade, porque posso acabar não só com a minha vida, mas com a vida de outras pessoas”, diz um jovem. Por isso os seguros para motoristas mais jovens são mais caros. As seguradoras consideram que eles dirigem de maneira mais insegura. E a gente vê com frequência, uma mistura de balada, bebida e sensação de ser inatingível que acaba provocando tragédias. Fonte: Globo.com

Artigos Recomendados Para Você

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *

Trocar a senha

Identifique-se para receber um e-mail com as instruções de nova senha.

[wp_user active='forgot']