• Tecnodata Reciclagem CNH

Notícias

Notícias

Conheça o passo a passo do serviço de blindagem 

O processo de blindagem evoluiu muito ao longos dos anos. Antes, materiais pesados recheavam e protegiam os ocupantes do veículo. Porém, comprometiam o desempenho do carro, devido aos quilos a mais. Hoje, a blindagem é muito mais leve, cerca de 130 kg. O aço que revestia todo o carro fica agora apenas nas molduras das portas, espelhos retrovisores, fechaduras, maçanetas e nas pontas dos vidros. “O que diminui muito o peso da blindagem é o revestimento do veículo com um manta de aramida”, fala João Tiné. A aramida é um material em forma de fibras, muito leve e de grande resistência balística. Para a instalação da aramida, todo o interior do veículo é desmontado. A partir daí, os técnicos da blindadora começam o processo de colagem da manta em toda a lataria que envolve o habitáculo. Com exceção das partes onde o aço é colocado. A blindagem dos vidros já é um pouco diferente. São sobreposições de vidros, resina e policarbonato que impedem que o projétil entre no interior do veículo. “Para a instalação desse vidro, é necessário um reforço no sistema de vidros elétricos, já que o vidro passa dos 2 milímetros de espessura, para 21mm com ele blindado”, explica Tiné. +O longo passo a passo 1º passo Assim que o carro sai da loja, já pode ser blindado. Mas, antes de começar o processo de proteção do veículo, o proprietário precisa pedir uma pré-autorização do Exército para realizar a blindagem e ter o Certificado de Registro. Segundo o Exército, para conseguir a autorização, o proprietário do carro não pode ter nenhuma pendência na Justiça. Para realizar esse cadastro, o interessado pode se dirigir ao quartel mais próximo que possua o serviço de fiscalização de produtos controlados. 2º passo Com a pré-autorização do Exército em mãos, o proprietário do automóvel pode dar entrada no Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) no Detran-PE, para que o órgão faça a vistoria do carro. “Quando o documento do carro sair, terá a seguinte observação: veículo em processo de blindagem”, explica o Capitão Celivaldo Lira, chefe de operações do Detran-PE. O Inmetro também faz parte do processo de blindagem. O órgão é responsável pela inspeção do veículo depois que ele for blindado. Há algumas Instituições Técnicas Licenciadas pelo Detran-PE e autorizadas pelo Inmetro para emitir o Certificado de Segurança Veicular, para comprovar que o veículo não sofreu nenhuma alteração que comprometa a segurança dos ocupantes. 3º passo Com o documento do veículo constando o processo de blindagem, o carro pode começar a receber o material que protege os ocupantes. “Há vários tipos de proteção. A escala autorizada pelo Exército para blindagem de civis vai do nível 1 ao 3A, porém o nível 2 não é muito usado. Essa escala estabelece a resistência balística da proteção”, fala Bruno da Fonte, da Afonte Blindagens. O diretor operacional da Target Blindagens, João Tiné, afirma que o processo dura de 15 a 30 dias. “Depois de blindado, o dono do veículo precisa esperar a autorização definitiva do Exército para poder rodar com o carro”, fala Tiné. O prazo dado pelo Exército para a entrega dessa autorização é de 90 dias, contados a partir da autorização prévia. FONTE: Vrum

Artigos Recomendados Para Você

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *