Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

22 de julho de 2024

Pesquisa britânica diz que mulheres dirigem melhor do que homens


Por Mariana Czerwonka Publicado 05/02/2016 às 02h00 Atualizado 08/11/2022 às 22h40
Ouvir: 00:00
Mulher no trânsitoA maior atenção aos limites de velocidade e às regras de trânsito garantiu a vantagem delas.

Pesquisa realizada pela seguradora britânica Privilege derruba o mito de que os homens dirigem melhor que as mulheres. O estudo avaliou 50 motoristas ao volante e também observou outros 200 que passavam por um dos principais cruzamentos do Reino Unido. A conclusão é surpreendente, as mulheres somaram 23,6 pontos de um total de 30, enquanto os homens chegaram a 19,8.

A maior atenção aos limites de velocidade e às regras de trânsito garantiu a vantagem delas.

Segundo Celso Mariano, especialista em trânsito e diretor do Portal, o fato de a mulher ser mais cuidadosa tem muitas explicações, inclusive culturais. “Elas começaram a dirigir com mais cautela já que as ruas eram tidas como um ambiente tipicamente masculino. Além disso, elas têm o instinto materno que, no trânsito, se manifesta como um maior cuidado para evitar acidentes e proteger a vida”, afirma.

Mariano diz que o preconceito com a mulher no trânsito ainda é grande. “As pessoas não sabem, mas muitas mulheres participam dos bastidores da organização do trânsito, como diretoras de ensino, instrutoras em Centros de Formação de Condutores, e em decisões estratégicas, educacionais e de organização nos órgãos que administram o trânsito nas cidades e rodovias”, complementa.

No Brasil, de acordo com o Ministério da Saúde, o número de homens que morrem no trânsito é quase quatro vezes maior do que o de mulheres.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *