Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

20 de julho de 2024

Psicólogo orienta como perder o medo no trânsito


Por Agência de Notícias Publicado 20/09/2013 às 03h00 Atualizado 08/11/2022 às 23h28
Ouvir: 00:00

Mais de 75% das mulheres têm fobia de dirigir. Mãos e pés trêmulos são sintomas que precisam de orientação profissional

O medo de ser criticado é um dos principais motivos identificados em pacientes que têm fobia de dirigir, segundo o psicólogo Marco Aurélio Costa Santos. De acordo com a Sociedade Brasileira de Medicina de Tráfego, dois milhões de brasileiros tê fobia de trânsito e as mulheres são maioria com 75%.

“As fobias de um modo geral apresentam sintomas que indicam anormalidades como taquicardia, mãos e pés trêmulos que acabam desenvolvendo medos específicos no trânsito como o de atropelar alguém, de ser ridicularizado, achando que estão sendo observando”, observa o psicólogo.

Apesar do preconceito da mulher no trânsito o psicólogo observa que existe uma inversão de valores. “Tá comprovado que elas dirigem melhor que o homem. As próprias seguradoras dão melhores descontos”, justifica.

Para ele o homem também possui suas fobias, mas passa por uma pressão psicológica para não reconhecer os sintomas. “Na nossa cultura o homem já nasce para dirigir. Então é difícil aceitar que existe um medo e buscar ajuda”, analisa.

Ainda de acordo com Marco Aurélio o ideal para vencer os medos no trânsito seria um trabalho de conscientização no processo de formação. “Identificar as barreiras no princípio da formação seria mais simples para os dois lados”, conclui.

Fonte: Globo.com

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *