Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

26 de fevereiro de 2024

Detran/GO terá primeiro concurso da história

O Departamento Estadual de Trânsito de Goiás (Detran-GO) deve realizar o primeiro concurso público de sua história.


Por Assessoria de Imprensa Publicado 12/01/2024 às 18h00
 Tempo de leitura estimado: 00:00

O Departamento Estadual de Trânsito de Goiás (Detran-GO) deve realizar o primeiro concurso público de sua história. O certame está previsto para o próximo ano com salário inicial de R$ 4.258. A criação de quadro próprio, com a estruturação da carreira, visa ampliar a rede de atendimento da autarquia e aperfeiçoar os processos de habilitação, educação de trânsito e fiscalização.

O governador Ronaldo Caiado sancionou a criação de mil cargos de agentes de trânsito e examinadores para o Detran-GO. A lei 22.512/2023 foi publicada no suplemento do Diário Oficial do Estado na última quinta-feira (28/12) e abre caminho para a realização do primeiro concurso da história da autarquia, criada em 1980.

Os cargos aprovados são de nível superior em qualquer área de formação. A carga horária de 40 horas semanais com possibilidade de trabalho em finais de semana e feriados conforme a necessidade e o interesse público.

“Estamos trabalhando para profissionalizar cada vez mais nossos serviços. O governador Ronaldo Caiado está investindo na melhoria e a ampliação dos atendimentos com inteligência. Em breve, teremos reforço nos quadros com técnicos e especialistas. Isso nos permitirá aperfeiçoar a formação de condutores e a fiscalização de trânsito”, pontua o presidente do Detran-GO, Delegado Waldir.

Uma das preocupações da administração é aumentar o número de bancas examinadoras com possibilidade de realização dos serviços nos 246 municípios goianos. “Queremos proporcionar mais dignidade e economicidade para todos cidadãos, evitando que tenham que se deslocar de seu município para realizar provas”, explica.

A ampliação do quadro de servidores da autarquia permitirá ainda que haja maior poder fiscalizatório.

Atualmente, a fiscalização acontece por meio de convênios com a Polícia Militar e a Guarda Civil Metropolitana de Goiânia. “Temos necessidade de atuar em várias frentes e a falta de pessoal termina sendo um empecilho”, ressalta Delegado Waldir.

Além da fiscalização de trânsito, a autarquia atua na fiscalização e controle das atividades dos permissionários – Centros de Formação de Condutores, clínicas, oficinas e empresas de desmonte e comércio de peças usadas.

“Nossa meta é inibir atividades clandestinas, oferecendo maior segurança aos usuários dos serviços. Para isso, precisamos de mais profissionais”, finaliza.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *