Notícias

Notícias

Dispositivos buscam manter motoristas atentos ao trânsito 

Sistema desenvolvido pela Ford calcula nível de sonolência do condutor

Sono e segurança no trânsito não combinam. Por isso, algumas montadoras estão investindo em tecnologias que ajudam o condutor a se manter atento na estrada. As ferramentas vão desde alertas luminosos até dispositivos que reposicionam o carro na pista em caso de desvio involuntário.

A Ford desenvolveu um sistema de alerta aos motoristas – o Lane Keeping System – que monitora a trajetória do condutor na pista a fim de detectar sinais de fadiga ou sonolência. Previsto para ser integrado aos modelos Fusion e Explorer em 2013, o dispositivo funciona com base em informações captadas por uma câmera instalada no para-brisa do veículo, atrás do espelho retrovisor. A câmera é capaz de detectar as linhas divisórias da pista e estabelecer onde o carro deveria estar posicionado.

A partir dessa definição, o sistema acompanha os movimentos do condutor e transmite um aviso caso ele saia da pista ou faça mudanças bruscas na direção do veículo. Nesse caso, o Driver Alert System, que integra a ferramenta da Ford, produz um som com o objetivo de despertar o motorista. No painel também aparece um alerta luminoso no formato de uma xícara de café, uma recomendação para que o motorista pare para descansar. Porém, caso isso não seja feito e o sensor continue a detectar instabilidade na direção, outro som é emitido. O sistema só cessa os alertas quando o condutor para o carro e abre a porta, ou quando o motor é desligado.

O sistema ainda conta com outras duas ferramentas para garantir a segurança da direção a partir do monitoramento da posição do veículo na pista. O Lane Keeping Alert faz o volante vibrar quando o carro fica muito próximo às faixas divisórias, com tempo hábil para reação do motorista. O mecanismo pode ser complementado pelo Lane Keeping Aid, que atua girando o volante automaticamente, na medida necessária para reposicionar o veículo. Para que o comando não interfira em manobras pretendidas pelo motorista, basta sinalizar a conversão. O motorista ainda pode selecionar o modo de operação, utilizando as duas ferramentas (Alert e Aid) ou apenas uma delas.

Mecanismos analisam comportamento do condutor

A Mercedes-Benz também possui tecnologia para evitar acidentes causados pela sonolência dos motoristas. O Attention Assist, disponível no Brasil em novos modelos da classe C, analisa continuamente o comportamento de direção do condutor. A varredura busca detectar características típicas de sonolência ou desatenção. Caso haja risco, sinais sonoros e visuais são emitidos.

Como opção prática, uma empresa dinamarquesa desenvolveu o Anti Sleep Pilot (ASP), dispositivo portátil que calcula o nível de fadiga do condutor por meio de um perfil de risco (determinado por um questionário preenchido pelo motorista) e dados obtidos pelos sensores do aparelho, que identificam níveis relacionados a 26 fatores que interferem na direção.

O ASP ainda possui um sistema que mantém o motorista alerta por meio de testes sonoros produzidos com um intervalo entre 10 e 25 minutos. Para desativá-lo, o condutor deve tocar no aparelho uma vez. O tempo de reação é registrado e serve de base para o cálculo do nível de fadiga. Caso atinja um ponto crítico, o ASP emite sinais sonoros e visuais e recomenda a parada. A lógica funciona da mesma maneira em aplicativo, que custa US$ 19,90 e está disponível para iPhone. Hoje, o produto está esgotado segundo o site oficial, mas a previsão é de que novos aparelhos sejam disponibilizados. O valor é de US$ 179.

Fonte: Terra Brasil

dpvat

Artigos Recomendados Para Você

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *

Trocar a senha

Identifique-se para receber um e-mail com as instruções de nova senha.

[wp_user active='forgot']