Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

27 de fevereiro de 2024

Entenda o que é octanagem do combustível e como ela pode afetar o seu carro


Por Agência de Conteúdo Publicado 06/11/2021 às 16h30 Atualizado 08/11/2022 às 21h19
 Tempo de leitura estimado: 00:00

Índice de octanagem da gasolina afeta diretamente potência do motor e, consequentemente, desempenho do veículo.

Desde agosto de 2020, o combustível brasileiro teve sua densidade e octanagem aumentadas, para ficar mais semelhante com a gasolina vendida no exterior. Muitos não sabem o que isso significa e, neste caso, acham que é um detalhe irrelevante, mas não é o caso.

É importante entender como a octanagem funciona e as consequências que ela traz ao seu carro, pois está diretamente relacionada com o desempenho do veículo.

Quando falamos em octanagem, estamos nos referindo à medida de resistência do combustível em relação à pressão que ele sofre na câmara de combustão do motor. Em outras palavras, é quanto ele consegue resistir ao aumento de pressão e temperatura, sem detonar. Sendo assim, quanto maior a octanagem da gasolina, maior será a capacidade do motor de funcionar com taxas de compressão elevadas.

Para facilitar um pouco mais o entendimento sobre a octanagem do combustível, vamos entender como o combustível funciona dentro do carro.

Quando damos a partida, a gasolina resiste o máximo possível ao aumento de pressão e temperatura até que finalmente detone, e só aí o carro começa a se movimentar. Se a octanagem é baixa, pode acontecer uma situação chamada de “batida de pino”, quando há uma pré-ignição na câmara de combustão. Essa situação, a longo prazo, pode danificar o motor.

Quando um carro é projetado, os profissionais da engenharia mecânica já pensam nesses fatores, especialmente quando o veículo possui um motor mais potente. A octanagem da gasolina e do etanol variam; por isso, alguns automóveis funcionam melhor com um e não com outro. De acordo com o que foi estipulado pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), a gasolina deve ter, no mínimo, 92 RON, e o etanol, 112 RON. Antes de agosto de 2020, o mínimo da gasolina era de 87 RON.

Como a octanagem do etanol é maior, os carros costumam trabalhar com maior potência ao usar esse tipo de combustível. Nesse caso, porém, consomem uma quantidade maior em menos tempo. O aumento da octanagem na gasolina não vai parar por aí, e a ANP já anunciou um novo valor mínimo, que passará de 92 RON a 93 RON.

A medida entrará em vigor a partir de 1º de janeiro de 2022, novamente buscando se igualar aos padrões internacionais.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *