Notícias

Notícias

Entra em vigor norma que proíbe alteração no sistema de iluminação dos veículos 

Entra em vigor norma que proíbe alteração no sistema de iluminação dos veículos
Foto: Pixabay.com

A partir de agora fica proibida a substituição de lâmpadas dos sistemas de iluminação ou sinalização de veículos por outras que não sejam originais do fabricante.

 

Iluminação veicular
Foto: Pixabay.com

A Resolução nº 667 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), publicada em 2017 mas que começou a valer efetivamente em 01 de janeiro de 2021, estabeleceu um série de  mudanças para os sistemas de sinalização e iluminação de automóveis, camionetas, utilitários, caminhonetes, caminhões, caminhões tratores, ônibus, micro-ônibus, reboques e semirreboques, novos saídos de fábrica, nacionais ou importados.

Dentre as mudanças promovidas pela nova Resolução, destaca-se a proibição da substituição de lâmpadas dos sistemas de iluminação ou sinalização de veículos por outras de potência ou tecnologia que não seja original do fabricante.

Ou seja, a substituição de lâmpadas halógenas por lâmpadas de LED não será mais permitida.  A medida também se aplica para a troca por lâmpadas de temperatura diferente, mais brancas ou azuladas.

Além disso, a norma diz que os carros novos produzidos a partir de 2021 terão de vir equipados de série com luz de circulação diurna (DRL), que ficam sempre acesas mesmo quando faróis e lanternas estão desligados.

Atualmente, o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) diz que é obrigatório o uso da luz baixa, durante o dia, nas rodovias. A norma não distingue o tipo de rodovia. A infração pelo descumprimento é considerada média, com multa de R$ 130,16.

A partir de abril essa regra vai mudar. Os veículos que não dispuserem de luzes de rodagem diurna deverão manter acesos os faróis, mesmo durante o dia, nas rodovias de pista simples situadas fora dos perímetros urbanos.

Outras mudanças

A nova determinação estabelece também o limite de instalação e funcionamento simultâneo de no máximo 8 (oito) faróis, independentemente de suas finalidades. Fica proibido ainda a colocação de adesivos, pinturas, películas ou qualquer outro material que não seja original do fabricante nos dispositivos dos sistemas de iluminação ou sinalização de veículos, como por exemplo, máscara negra, verniz vitral e insulfilm nas lentes.

A Resolução nº 667 está em vigor desde a data de publicação, porém segundo o artigo 12, os efeitos só começaram a valer a partir de 1º de janeiro de 2021.


Artigos Recomendados Para Você

14 Comentários

  1. Jorge Alves de Moura

    Parabéns muito bom mesmo essas normas mais uma segurança para todos…

  2. WARLEY

    tanta coisa mais relevantes , e o denatran preocupado com led ,xenon entre mais coisas,acredito que tais fatores mencionados deve ter uma relevancia grande , so pode

  3. Sandro

    As lampadas originais sao pessimas o condutor nao encherga nada, ai eu te digo uma de led tu tem plena visao de tudo, entao evita muito os acidentes e colisao de frente ou ate mesmo um buraco, vcs que sao motoristinha que andao so de dia pode andar ate se farois, mas pra motorista de verdade que anda a noite estas lampadas orignais de fabricas nao valem nada, mas tudo bem so poem a lei que realmente nao dirije, esperimente andar a noite e depois me dis se estas lampadas realmente funciona.

    1. Lilian Grande

      Concordo plenamente contigo.

  4. Diego

    Industria da multa.

  5. Valdecir

    Boa noiteais a culpa não só e de quem coloca nos carros ebs de quem as fábricam ou seja dos inpresarios que ganham rios de dinheiro com as vendas desses equipamento proibido porque sempre vai aver maluco para por leds nos carros

  6. Paulo Sérgio

    Excelente atitude!
    O nível de segurança está sendo elevado!!
    Parabéns!!

  7. MAURICIO GOMES DA SILVA

    Pra variar, norma arbitrária e que em nada contribuí. Começando pelo fato de vários veículos vêm com iluminação péssima de fábrica. UMA BOSTA !! Ao invés do Denatran e demais órgãos regulamentar de maneira correta o uso de faróis que possam contribuir com a segurança das péssimas estradas e terrível iluminação, não., Que se foda o condutor, cai em buracos, valas, etc. Aqui só vai na contramão da modernidade, daqui uns dias eles vão mandar os motoristas colocarem uma vela.

  8. Savio Henriques

    Correto, lei é para ser cumprida. O mimis nos comentários, são daqueles que concerteza transgridem as normas e depois fazem maior escandalo quando são fiscalizados, não gostou, vai para outro país, que com teu pensamento, nem entra lá.

  9. Jasher bias Alonso guedes

    Eu concordo em partes, pois tem muitos Condutores utilizando lampadas irregulares, tipo xenon; fora de foco e sem regulagem alguma. São muito prejudiciais! Realmente as lâmpadas originais de fabrica que não são de Leds, são péssimas, principalmente em uma motocicleta, coloca em risco a condução do motociclista e daqueles que circulam. As lâmpadas em leds que possuem alta tecnologia, como a das shokligth e Philips são de ótimas qualidades e que não trazem encomodo para os condutores que transitam em sentido contrário e iluminam muito bem, dando mais segurança ao motorista. Os veículos mais novos já estão equipados com essas lâmpadas, então porque o Denatran não regulariza esse tipo de iluminação e fabricante? A tendência da humanidade é evoluir, se já existe a tecnologia, e ela já está sendo usada, porque não liberar uma empresa que segue rigorosamente as normas.
    Infelizmente os veículos menores e menos novos são prejudicados com essas leis. Procuramos manter um trânsito seguro certo? Iluminação de boa qualidade é segurança, como já mencionado, dentro da regularidade, assim como os veículos mais novos e modernos.

  10. thiago

    É uma puta sacanagem, o led vem de fabrica pode ,mais se colocar não pode, isso é chamar o povo de palhaço, ou pode ou não pode, sendo de fabricação ou colocado, nossas leis tem q ser reformuladas, hipocrisia do cacete.

    1. Lilian Grande

      O marronzinho da CET que aplica as multas terá que fazer curso profissional para saber qual é de serie ou trocado. Pois nem os vendedores de concessionaria sabem. Quem dirá eles. Afff Eita Brasillll

  11. mr bEAN

    Uma vergonha isso ai, semelhante a questão do extintor, quando se tornou obrigatório, depois não mais, depois de novo e sei lá… depois essa de farol aceso em rodovia durante o dia, depois não necessário depois necessário, uma palhaçada mesmo, sou deficiente, enxergo pouco os led´s que instalei não são de fábrica e melhoraram minha visibilidade e em segundo plano até a aparência do meu veículo, e gora isso???? Porque o governo deixou esses acessórios invadir o mercado então, liberando fabricação e importação dos mesmo, tudo passa pelo governo, eles estavam cientes de tudo, deixaram milhões investir seu pouco dinheiro em uma “melhoria” para sua visibilidade e também para valorizar seu veículo e agora isso!! PORQUE NÃO PROBIRAM A COMERCIALIZAÇÃO, FABRICAÇÃO, IMPORTAÇÃO E TODO ESSE TEMPO NINGUÉM DESTE GOVERNO ACOMPANHA A POPULAÇÃO??? DIVULGA EM REDE NACIONAL A POSSÍVEL PROIBIÇÃO?? NÃO QUERO SABER, ELES INVENTAM TANTAS NORMINHAS TODOS OS ANOS, NEM ELES MESMO SABEM OU SE IMPORTAM PARA QUE SERVEM

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *