Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

19 de julho de 2024

Evento reafirma a importância do exame toxicológico


Por Mariana Czerwonka Publicado 27/09/2015 às 03h00 Atualizado 08/11/2022 às 22h44
Ouvir: 00:00

Exame toxicológicoEsse e outros assuntos foram discutidos na mesa-redonda promovida pelo Detran/RJ

Milena Lourenço 

O Detran do Rio de Janeiro promoveu na quinta-feira, dia 24, uma mesa-redonda com o tema “Seja você mesmo a mudança no trânsito”. No evento, representantes do órgão público, médicos e psicólogos debateram a postura dos motoristas e dos pedestres e defenderam que cada cidadão deve fazer a sua parte para que o número de acidentes diminua.

“A obrigatoriedade do exame toxicológico de larga janela de detecção (Exame do Cabelo) para emissão e renovação da CNH de motoristas das categorias C, D e E também vai contribuir para a diminuição dos acidentes. Estamos prontos para cumprir as obrigações através das clínicas credenciadas”, afirmou Gustavo Meirelles, Diretor da Divisão Médica do DETRAN/RJ, em palestra durante o evento.

Segundo o mestre e doutor em toxicologia e análises toxicológicas, Tiago Peixe, autor de um estudo sobre positividade entre motoristas de caminhão no Porto de Paranaguá e que também participou do evento, substâncias psicoativas tiram a autonomia do motorista, dessa forma, ele pode perder o controle com muita facilidade. “O exame do cabelo, por detectar o uso recorrente de drogas com uma janela de até 180 dias, é a melhor forma de coibir o uso dessas substâncias por motoristas. O Brasil está pronto para ser pioneiro no assunto e prevenir que milhares de acidentes aconteçam”, declarou.

Aproveitando a data da Semana Nacional de Trânsito, que ocorre anualmente no mês de setembro, o evento teve como objetivo abordar o desafio de combater a imprudência dos motoristas. De acordo com a Resolução 529 do CONTRAN o exame toxicológico para motoristas C, D e E, exigido pela Lei Federal 13.103, passa a ser obrigatório a partir de janeiro de 2016.

 

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *