Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

24 de julho de 2024

24% dos acidentes fatais no RS envolvem caminhão


Por Mariana Czerwonka Publicado 01/04/2015 às 03h00 Atualizado 08/11/2022 às 22h54
Ouvir: 00:00

Acidente com caminhãoO Detran/RS apresentou relatórios de dados estatísticos da acidentalidade gaúcha envolvendo o transporte de cargas e de passageiros de 2010 a 2014. Segundo o estudo um em cada quatro acidentes fatais, envolve pelo menos um caminhão. Além disso, mais de 90% dos acidentes com ônibus ou micro-ônibus são colisões ou atropelamentos.

Os dados foram apresentados em evento realizado no Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas e Logística do Estado do RS. “Mas não queremos somente oferecer números. O Detran/RS que trazer propostas concretas à sociedade e é isso que estamos iniciando neste evento. Consideramos importante ir além da esfera das instituições públicas para abarcar outras visões do problema da acidentalidade”, explica o diretor-geral do Detran/RS, Ildo Szinvelski.

Para o secretário da Modernização Administrativa e dos Recursos Humanos, Eduardo Olivera, a intenção do governo não é buscar responsáveis pela acidentalidade, mas sim soluções em consenso. Lembrando o momento de austeridade que o Estado atravessa, afirmou que o Rio Grande do Sul não tem mais de onde buscar crédito, salvo junto ao povo gaúcho. Para isso, aposta no diálogo, do qual esse evento é exemplo, e na responsabilidade compartilhada.

Dentre as propostas apresentadas pelo Detran gaúcho estão: programa de formação de profissional, mudança na forma de abordagem nos cursos especializados promovidos pelo SENAT, maior rigidez nos exames práticos de direção veicular, colocar em prática a Lei do Descanso, exame toxicológico para motoristas profissionais, vistorias filmadas e intensificação de trânsito de trajeto e comportamental.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *