Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

13 de julho de 2024

Álcool causa um quarto das 30.000 mortes nas estradas da UE


Por Mariana Czerwonka Publicado 15/12/2012 às 02h00 Atualizado 08/11/2022 às 23h54
Ouvir: 00:00

O abuso de álcool causa cerca de um quarto das 30.000 mortes em acidentes de trânsito na União Europeia a cada ano, segundo relatório divulgado na sexta-feira pelo Observatório Europeu de Drogas e Toxicodependência (OEDT). “Cerca de 30.000 pessoas morrem em acidentes de trânsito na UE a cada ano e o álcool, responsável aproximadamente por um quarto das mortes, continua sendo a principal substância que põe em risco as vidas nas estradas da Europa”, destacou a OEDT, cuja sede fica em Lisboa.

Este relatório é fruto de um estudo realizado entre 2006 e 2011 em 13 países da UE. Cinquenta mil motoristas foram examinados aleatoriamente com análises para detectar rastros de 25 substâncias psicoativas, entre as quais drogas ilícitas, álcool e medicamentos. O estudo revelou que a maconha é a droga ilegal detectada com mais frequência, seguida da cocaína e das anfetaminas. No que diz respeito aos medicamentos, os mais comuns foram as benzodiazepinas, principal componente dos tranquilizantes.

Os autores do estudo estudaram em nove países, de 2006 a 2010, as causas de acidentes em que os motoristas ficaram gravemente feridos ou morreram. As análises realizadas nestes nove países, 24,4% dos motoristas feridos e 31,7% dos mortos testaram positivo para álcool. O percentual mais importante de motoristas mortos foi registrado em Portugal, enquanto a Bélgica tem o maior número de motoristas feridos.

Com informações da AFP

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *