Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

28 de November de 2023

Número de postes danificados caiu 16% depois da lei seca


Por Mariana Czerwonka Publicado 03/09/2009 às 03h00 Atualizado 10/11/2022 às 19h11
 Tempo de leitura estimado: 00:00

A Companhia Paranaense de Energia (Copel) tem economizado com a troca de postes danificados por motoristas desde que entrou em vigor a lei seca. Nos sete primeiros meses deste ano, a Copel registrou queda de 16% no número de postes atingidos por veículos em Curitiba, na comparação com o mesmo período de 2008. O excesso de velocidade e a embriagues ao volante são apontadas como as principais causas deste tipo de acidente.

Entre janeiro e julho, 228 postes foram danificados por motoristas. Em média foram 32 estruturas destruídas por mês, praticamente uma por dia. O número foi ainda maior nos sete primeiros meses de 2008, quando ainda não estavam em vigência das novas regras que endureceram o tratamento aos motoristas embriagados. Neste período, 274 postes foram destruídos.

A queda ainda é mais acentuada quando comparamos os meses de julho. De acordo com a Copel, em julho de 2007 foram danificados 55 postes, o número caiu para 35 em julho de 2008 – primeiro mês da lei seca -, e ficou em 25 neste ano.

O valor da reposição de postes, segundo a companhia, varia conforme o modelo e os equipamentos instalados. A estimativa é que o valor mínimo de cada poste é de R$ 1 mil. Curitiba abrange cerca de 20 % das 3,5 milhões de ligações elétricas dos 393 municípios paranaenses atendidos pela Copel.

Fonte: Gazeta do Povo

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *