Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

25 de junho de 2024

Nova lei permite que professores da educação básica usem transporte escolar

A nova lei revoga a Lei do Passe Livre Estudantil (Lei 10.709, de 2003) que concedeu o benefício do transporte escolar aos alunos, mas deixou de fora os professores.


Por Agência de Notícias Publicado 05/06/2024 às 11h30
Ouvir: 00:00
Nova lei transporte escolar
A nova lei sobre transporte escolar entrou em vigor na data de sua publicação. Foto: Arthur Monteiro/ Agência Senado

Os professores da educação básica pública podem utilizar os veículos de transporte escolar dos estados do Distrito Federal e dos municípios. Sancionada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a Lei 14862/24 é proveniente do PL 1.669/2019, do senador Carlos Viana (PSD-MG), aprovado em votação final pela Comissão de Educação (CE) em maio de 2019. Em seguida, o texto foi analisado pela Câmara.  

A norma, que já está em vigor, revoga a Lei do Passe Livre Estudantil (Lei 10.709, de 2003). Esta, concedeu o benefício do transporte escolar aos alunos, mas deixou de fora os professores. De acordo com o relator na CE, senador Nelsinho Trad (PSD-MS), a frequente subutilização desse tipo de transporte somada aos baixos salários dos professores justificam a mudança na legislação.

“A autorização para o uso de transporte escolar de estudantes por professores integra também diretriz específica da política nacional de valorização dos profissionais da educação básica”, diz na justificativa.

O autor destaca a importância da interação entre professores e estudantes no processo educativo. Além disso, a necessidade de garantir acesso aos docentes, especialmente em locais de difícil acesso, sem prejudicar as necessidades dos alunos. “Não se questiona a prioridade que se deve conferir ao transporte de alunos. Contudo, cabe admitir na lei, de forma explícita, que os professores possam usar os assentos vagos dos veículos de transporte escolar em trechos autorizados”, diz Viana.

As informações são da Agência Senado e o texto de Vinícius Gonçalves, sob supervisão de Guilherme Oliveira

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *