Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

25 de fevereiro de 2024

Comissão rejeita proposta de isenção de multas de trânsito para médicos


Por Mariana Czerwonka Publicado 15/11/2012 às 02h00 Atualizado 08/11/2022 às 23h58
 Tempo de leitura estimado: 00:00

Para o relator na comissão a medida poderia abrir brechas para fraudes, já que a comprovação do médico de estar em socorro à vítima seria apenas seu testemunho

A Comissão de Viação e Transportes rejeitou, nesta quarta-feira (14), o PL 1381/11, do deputado Roberto Britto (PP-BA), que isenta médicos do pagamento de multas de trânsito recebidas durante atendimento de emergência. A medida também proíbe a contagem de pontos referente às infrações cometidas durante o atendimento de emergia na http://portaldotransito.com.br/editor/wp-admin/media-new.phpcarteira do motorista.

Segundo a Agência Câmara, a proposta não prevê formas de o médico comprovar que está indo prestar socorro a alguém. Pelo CTB (Código de Trânsito Brasileiro) veículos em atendimento de emergência são isentos de multas, quando devidamente identificados. O relator na comissão, deputado Leonardo Quintão (PMDB-MG), argumentou que a medida poderia abrir brechas para fraudes, já que a comprovação do médico de estar em socorro à vítima seria apenas seu testemunho. “A medida criaria precedente indefensável para outros profissionais envolvidos com atendimento de urgência em salvamentos, incêndios, e que reivindicassem isonomia de tratamento”, explicou o relator.

Segundo Quintão, o atendimento médico de emergência em veículos particulares é incomum. Ele lembrou que, quando houver acompanhamento do paciente a uma unidade de saúde, o médico infrator pode pedir atestado ao hospital para contestar a multa.

Tramitação

O projeto tramita em caráter conclusivo e ainda será analisado pelas comissões de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Com informações da Agência Câmara

 

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *