Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

21 de julho de 2024

Semana de Trânsito: megaoperação em SP retira das ruas carros mal conservados

A operação amplia a presença policial, com 94 PMs espalhados em cinco pontos estratégicos e simultâneos.


Por Assessoria de Imprensa Publicado 21/09/2023 às 18h00
Ouvir: 00:00
Megaoperação SP
A megaoperação em SP vai ampliar a presença da polícia com o objetivo de preservar vidas no trânsito. Foto: Divulgação.

O Comando de Policiamento de Trânsito (CPTran) deflagrou na última terça-feira (19) a megaoperação Mecs em toda a cidade de São Paulo em razão da Semana Nacional de Trânsito. Com o objetivo de retirar das ruas veículos em mau estado de conservação e reforçar a segurança no trânsito, a ação vai contar com 94 policiais militares, em 47 viaturas.

A operação vai ampliar a presença da polícia, preservando vidas no trânsito, ao garantir o cumprimento das normas viárias. Isso porque veículos mal conservados ou com falta de manutenção comprometem a segurança de pedestres, passageiros e motoristas.

Das 07h00 às 12h00, serão realizados cerca de cinco pontos simultâneos e estratégicos de fiscalização na megaoperação SP.

A megaoperação faz parte de um conjunto de ações de fiscalização e educação para o trânsito. Ela está sendo desenvolvida pelo Comando de Policiamento de Trânsito, no período até dia 25 setembro.

É nesta data que se encerra a Semana Nacional de Trânsito, que este ano traz o tema “no trânsito, escolha a vida”.

Bafômetro

O Detran de São Paulo também iniciou na segunda-feira (18 de setembro) uma megafiscalização no trânsito do Estado com ênfase no teste do bafômetro nos condutores.

Essa, por exemplo, é uma das maiores ações coordenadas pelo Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran/SP) desde 2008, quando se implementou a Lei Seca.

Conforme o órgão, serão operações diárias e nos dias 22 e 23 ocorrerão com maior intensidade em regiões onde se concentram bares e casas noturnas. Estão programadas mais de 40 nos oito dias de ações.

O motorista pode se recusar a fazer o teste, quando parado em blitz, mas ainda assim, pode haver a aplicação da multa de R$2.934,70. Ele ainda poderá ter a Carteira Nacional de Habilitação suspensa por 12 meses.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *