Notícias

Notícias

SP, MG e PR possuem a maior frota de veículos do país 

O Paraná alcançou a marca de 6.008.734 veículos em circulação. Com isso, a frota paranaense já é a terceira maior do Brasil, atrás apenas de São Paulo (mais de 23,6 milhões) e Minas Gerais (8,5 milhões). O Estado responde sozinho por cerca de 40% dos veículos registrados em toda Região Sul.

O número de carros, motos, caminhões e ônibus, entre outros, equivale a mais da metade da população, que segundo o último Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2010, somava 10,4 milhões de pessoas. Ou seja, existe um veículo registrado a cada dois paranaenses.

“Todos os meses entram em circulação, em média, 31 mil veículos novos no Paraná. De janeiro a julho de 2013, foram quase 217 mil primeiros emplacamentos registrados”, conta o diretor-geral do Detran, Marcos Traad. Segundo ele, a frota do Estado mais do que dobrou na última década e não passava de 2,5 milhões de veículos em 2001.

“É um crescimento que exige do poder público planejamento e investimentos em educação, fiscalização e engenharia. O Governo do Estado tem adotado uma série de medidas para melhorar os serviços e garantir segurança no trânsito. Além disso, também passou a auxiliar os municípios no planejamento de ações nesse sentido”, destaca Traad.

CIDADES – Curitiba é o município paranaense com mais carros nas ruas e já registra 1.331.277 veículos. Londrina, na região Norte, conta 334.916 veículos e Maringá, no Noroeste, tem 280.916.

No ranking das maiores frotas, Cascavel registrou 186.205 veículos no último mês. Seguida por Ponta Grossa (165.758), São José dos Pinhais (160.110) e Foz do Iguaçu (142.994).

Para auxiliar as cidades menores, que ainda não têm o trânsito municipalizado e também aproximar a gestão do trânsito das pessoas, o Detran do Paraná propôs uma parceria que garante apoio técnico e financeiro para questões de sinalização viária e engenharia. Em 2013, são 59 cidades conveniadas. Em 2014, serão atendidas mais 90.

ATENDIMENTO – Outra preocupação do Departamento é melhorar os serviços prestados aos usuários no mesmo ritmo do crescimento da frota. Para isso, a autarquia investe em serviços pela internet, através do sistema Detran Fácil, e em outras opções de atendimento, como os 300 totens que devem ser instalados até o final do ano em diferentes pontos do Estado.

“O aumento na frota implica em mais carros sendo emplacados, vistoriados e registrados, mais motoristas renovando a Carteira Nacional de Habilitação, novos condutores examinados, mais certidões emitidas. É obrigação do governo atender esta demanda de forma satisfatória e eficaz. Por isso, o Detran está se modernizando”, explica o diretor de Tecnologia e Desenvolvimento do Departamento, Hugo Seleme Collodel.

ENGENHARIA – Com mais de 722 mil veículos pesados, entre caminhões, reboques e ônibus, circulando nas estradas, o Governo do Paraná realiza obras importantes, como a duplicação da PR 445, entre Londrina e Cambé; a duplicação entre Maringá e Paiçandu; os contornos de Mandaguari e Campo Largo; a duplicação entre Matelândia e Medianeira; e as obras de duplicação da Rodovia do Café, que devem começar em setembro e representam investimento de R$ 1,2 bilhão ao longo dos sete anos de execução.

Ao todo, são mais de R$ 840 milhões investidos na conservação e manutenção de 11,8 mil quilômetros de rodovias, mais de R$ 250 milhões aplicados em obras de duplicações e contornos e R$ 400 milhões na duplicação de vias na Região Metropolitana de Curitiba, além da retomada das obras nas rodovias concessionadas, com investimentos de R$ 1,5 bilhão.

“Estamos investindo no maior programa de melhoria rodoviária no Brasil, recuperando a malha paranaense e modernizando as rodovias para permitir que o setor produtivo e os paranaenses possam usufruir de uma boa infraestrutura”, lembra o secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho.

Com informações da Assessoria de Comunicação do Detran PR


Artigos Recomendados Para Você

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *