Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

25 de julho de 2024

Dia Mundial Sem Carro: como as empresas podem contribuir com essa causa


Por Artigo Publicado 22/09/2022 às 23h00 Atualizado 08/11/2022 às 21h03
Ouvir: 00:00

Artigo sobre o Dia Mundial sem Carro sobre como fazer mais e melhor pelo planeta por meio das nossas atitudes diárias e não apenas em um dia pontual.

O Dia Mundial Sem Carro, comemorado em 22 de setembro, deve ser mais do que uma data para que todos deixem seus veículos na garagem e, assim, contribuir para diminuir a emissão de gases poluentes na atmosfera. Acredito que deva ser também um momento de reflexão. E, também, de ampliarmos a nossa ideia sobre como fazer mais e melhor pelo planeta. Isso através das nossas atitudes diárias e não apenas em um dia pontual.

O que eu vejo é que alguns movimentos já demonstram a evolução do pensamento da população nesse sentido. Andando pelas principais vias, é possível ver bicicletas e patinetes de marcas que buscam ampliar as opções de mobilidade urbana. Há investimento público em metrô e em veículos elétricos sobre trilhos, os famosos VLTs. O carsharing, que possibilita ao motorista pagar pelas horas de uso de um carro, já tem feito muitos brasileiros abrirem mão da posse de um automóvel para se limitar a usufruir do serviço do veículo.


Leia também:

Dia Mundial sem Carro: o dia em que pedestres e ciclistas viram protagonistas do trânsito 

Mas será que apenas as pessoas têm o que fazer nesse sentido?

Entendo que não. Uma organização pode contribuir com a redução de veículos particulares nas ruas. E, consequentemente, com a diminuição de gases poluentes na atmosfera, ao oferecer ônibus fretado para a sua equipe de profissionais. Até mesmo porque, segundo dados do Instituto Clima e Sociedade, 67% dos 2 mil entrevistados estariam dispostos a abrir mão do seu transporte individual em troca de um meio de transporte mais limpo.

Aqui, porém, falo de um fretamento inteligente. Ou seja, aquele que, com o apoio de soluções de tecnologia, tem seu trajeto traçado de acordo com o endereço da residência de cada colaborador em relação à localização da companhia. Além disso, controla o embarque e desembarque dos passageiros e o desempenho do motorista. Tudo com conforto, praticidade, segurança e rapidez, fatores que levam 29% dos entrevistados pela mesma pesquisa a resistirem a abrir mão do carro próprio.

Oferecer fretamento inteligente aos colaboradores é uma forma de reduzir o volume de carros nas principais vias, melhorando o trânsito e a qualidade do ar. Mas não apenas isso. É, ainda, um recurso para atrair e reter os melhores talentos com um benefício que evidencia a preocupação da organização com a saúde e o bem-estar do seu time, em um momento em que as pessoas estão priorizando a qualidade de vida.

Todos sabemos que colaboradores valorizados e respeitados tendem a ser mais engajados e produtivos. E, no final, o desenvolvimento do seu negócio vai agradecer.

*Antonio Carlos Gonçalves, co-fundador e CEO do Fretadão

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *