Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

26 de fevereiro de 2024

Locação de veículos: segmento apresenta retomada e tem tecnologia e experiência como tendências centrais para os próximos anos


Por Assessoria de Imprensa Publicado 15/10/2022 às 21h00 Atualizado 08/11/2022 às 21h02
 Tempo de leitura estimado: 00:00

Na opinião de André Ricardo Vieira, CEO da consultoria Solution4Fleet, este mercado só não está maior devido aos altos preços dos carros.

As compras de veículos por parte de locadoras cresceram 85,4% no Brasil, na comparação entre os dois primeiros trimestres de 2022, de acordo com dados da Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis (ABLA), obtidas junto ao Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro). Isso significa que, nos primeiros três meses do ano foram emplacados 78.578 automóveis e comerciais leves, enquanto no segundo trimestre o total de compras do setor saltou para 145.720 unidades. “Para mim é nítido que o mercado de locação de veículos atravessa um momento de retomada. Tenho visto crescer o número não só de assinatura de veículos, como também de terceirização de frotas. Assim como de fusões e aquisições de empresas do setor”, detalha André Ricardo Vieira, CEO da Solution4Fleet, consultoria de gestão para locadoras e concessionárias.

“O mercado só não está maior porque o preço dos carros subiu demais. Além disso, os juros de financiamentos ainda estão muito altos, especialmente para aqueles que não conseguem encontrar parceiros que ofereçam as melhores condições. Mas sabemos que, em algum momento, os descontos e a maior disponibilidade de veículos virão. Acredito que existe potencial para que o mercado cresça entre 10% e 20% nos próximos anos.”

Ciente da acirrada competitividade existente no mercado de locação de veículos, Vieira reforça sua visão das tendências para o mercado de mobilidade nos próximos três anos.

1) Mudança de comportamento das nova gerações

Cada vez mais as novas gerações vão em busca de um modelo de consumo consciente e que tenha foco em otimizar as finanças. Esse é um comportamento que favorece as diferentes modalidades de aluguel, seja por assinatura, por período ou, até mesmo, por hora. O carro passa a ser visto como serviço, sem a obrigação de lidar com as burocracias de um veículo próprio.

2) Tecnologia a favor do negócio

Uma das possibilidades da inovação é entregar um produto ou um serviço que já existe de uma maneira melhor, mais atualizada. E, nesse contexto, a tecnologia tem muito a ajudar. É ela que, por exemplo, ajuda a organizar o fluxo do negócio e as entregas para os clientes. Então, quem sair na frente com oportunidades que permitam agregar praticidade e eficiência para o dia a dia da equipe interna, de clientes e fornecedores, tende a lucrar mais.

3) Cliente mais interessado na experiência

Mais de 90% das 2000 pessoas entrevistadas em uma pesquisa da Opinion Box consideram a experiência um fator importante ou muito importante em um processo de compra. Porém, 77% do total acreditam que a maioria das empresas precisam melhorar a experiência que oferecem para os seus clientes. De acordo com dados do estudo, a experiência é tão importante que 82% dos respondentes gastam mais em empresas que oferecem uma boa experiência. Além disso,  76% já deixaram de fazer uma compra por causa de uma experiência negativa.

“No geral, a expectativa é que, até o final de 2022, o setor de locação de veículos siga em ascensão, ainda que de maneira tímida. Em 2023 o mercado retoma um pouco melhor, mas somente em 2024 ele deve se equilibrar e voltar ao patamar que tínhamos em 2019. Por isso, este é um bom momento para as empresas do segmento irem aprimorando o negócio para atender às tendências mencionadas, que deverão vir com força total”, conclui Vieira.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *