Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

04 de março de 2024

E-bikes são alternativa sustentável ao ‘caos’ no trânsito no final de ano

O cenário caótico do trânsito nas cidades brasileiras só piora com a chegada das festividades do final de ano.


Por Pauline Machado Publicado 18/12/2023 às 15h00
 Tempo de leitura estimado: 00:00
E-bikes no final do ano
As e-bikes promovem um estilo de vida mais ativo e saudável. Foto: halfpoint para Depositphotos

O cenário caótico do trânsito nas cidades brasileiras só piora com a chegada das festividades do final de ano, sobretudo nas capitais, tornando-se mais desafiador, ainda, circular em vias com um aumento significativo no fluxo de veículos nesta época do ano. No entanto, algumas pessoas encontraram nas e-bikes uma alternativa inteligente e sustentável para contornar esses problemas de mobilidade.

Uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional da Indústria – CNI, identificou que 7% da população gasta entre 2 e 3 horas por dia no trânsito e 21% entre 1 e 2 horas. Além disso, em novembro de 2023, foi registrado recorde de lentidão de 466 km, a maior média na cidade de São Paulo nos dias úteis registrada desde fevereiro de 2020, antes da pandemia de coronavírus, de acordo com a CET.

“Diante do aumento constante de carros nas ruas, enfrenta-se um desafio crescente no trânsito, especialmente na época que antecede as festas de final de ano, quando muita gente está nas ruas comprando itens de decoração, presentes ou participando de confraternizações. Nesse cenário, as e-bikes representam uma solução prática e eficaz ao automóvel, proporcionando agilidade e contribuindo para a redução das emissões de poluentes”, considera o CEO da startup de mobilidade E-Moving,  Gabriel Arcon.

Perspectivas

Em paralelo, um levantamento feito em 2018 pela Confederação Nacional de Municípios, já apontava que a frota de veículos continua crescendo. De acordo com o estudo, existem 61,2 milhões de carros registrados no Brasil, registrando um  aumento de 14% na frota.

Neste cenário, as e-bikes oferecem uma solução prática para evitar a aglomeração nas avenidas e ruas congestionadas no final do ano. Além de proporcionarem mobilidade ágil, as e-bikes contribuem para a redução das emissões de poluentes, promovendo um meio ambiente mais saudável.

A funcionalidade das e-bikes as tornam ideais para deslocamentos urbanos, especialmente em períodos de congestionamento intenso, como o final de ano. Equipadas com motores elétricos alimentados por baterias recarregáveis, essas bicicletas oferecem assistência elétrica ao pedalar, permitindo que os usuários percorram distâncias maiores com menor esforço. “O uso das bikes elétricas não só alivia o trânsito, mas também promove um estilo de vida mais saudável. Essa alternativa de transporte oferece uma maneira eficiente de se deslocar. Assim, evitando o estresse das vias congestionadas, enquanto contribui para a construção de cidades mais sustentáveis”, complementa o CEO.

Bem-estar

Além de proporcionarem uma alternativa ecologicamente correta, as e-bikes também promovem um estilo de vida mais ativo e saudável. Com benefícios tanto para a saúde individual quanto para o meio ambiente, essas bicicletas elétricas representam uma escolha inteligente diante do caos no trânsito. Dessa forma, oferecendo uma maneira eficaz de se movimentar pelas cidades.

Um estudo realizado pela Universidade de Yale, nos Estados Unidos, acompanhou 1,2 milhão de pessoas com mais de 18 anos, entre 2011 e 2015, que utilizavam e-bikes. Um mês depois do início da pesquisa, os participantes que andaram de bicicleta elétrica passaram 43,2% dos dias com a saúde mental mais estável do que os que não praticaram nenhuma atividade física associada.

“Neste final de ano, a mensagem é clara: diante do aumento constante do número de veículos e do congestionamento nas ruas, as e-bikes são uma ótima alternativa, proporcionando um deslocamento eficiente, livre de estresse, e contribuindo para a construção de cidades mais equilibradas e ecologicamente conscientes”, finaliza Arcon.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *