Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

04 de março de 2024

Paraná investe em tecnologia e infraestrutura para agilizar processos no trânsito

O primeiro emplacamento digital é uma das novidades, assim como o Renave Usado. Outro projeto que ganhou fôlego em 2023 foi o Bancas Itinerantes. O Detran-PR disponibiliza o exame prático em cidades localizadas a 40km de uma Ciretran.


Por Agência de Notícias Publicado 28/12/2023 às 18h00
 Tempo de leitura estimado: 00:00
Tecnologia Detran processos no trânsito
Paraná investe em tecnologia e infraestrutura para agilizar processos no trânsito. Foto: Arquivo AEN

O Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR) entregou diferentes serviços digitais para facilitar o acesso dos cidadãos e dar mais agilidade aos processos em 2023. Os paranaenses têm acesso aos serviços sem sair de casa pelo Portal do Detran-PR ou aplicativo Detran Inteligente.

O primeiro emplacamento digital é uma das novidades. Agora os proprietários de veículos do Paraná contam com a facilidade do serviços do primeiro emplacamento de forma 100% online, pelo computador ou celular. A iniciativa é pioneira no Brasil e facilita a emissão dos documentos e a autorização para a estampagem de placas de um veículo novo. O serviço pode ser feito em menos de 15 minutos e trouxe agilidade e economia para os cidadãos.

O laudo digital da Junta Médica Especial também é uma nova facilidade de uso da tecnologia no trânsito.

Os candidatos em processo de habilitação que dependem de laudos e veículos adaptados têm acesso aos resultados de forma mais rápida e online. Anteriormente o candidato fazia o exame e o laudo era enviado para a Ciretran mais próxima do seu endereço, no prazo de até 15 dias. Com o laudo digital, logo após o exame o médico conclui o lançamento das informações em sistema e o documento já estará disponível no portal do Detran-PR, bastando estar autenticado com os níveis de segurança do site.

A implementação do Renave Usado completa o trio de projetos tecnológicos. Ele deu mais agilidade e segurança nos processos de transferência de veículos seminovos e usados no Paraná. Ele funciona como uma garantia de procedência dos veículos comercializados, facilitando a criação de uma base nacional de registro de veículos em estoque, possibilita a consulta e controle dos dados, reduz a informalidade, traz garantia da transação para o vendedor e comprador.

Obras

Além disso, o Detran-PR investiu R$ 3,5 milhões em obras de manutenção, reformas e inauguração de novas unidades nos municípios de Curitiba, Apucarana, Cidade Gaúcha, Umuarama, Nova Aurora, Nova Londrina e Nova Esperança e Piraí do Sul. Também houve publicação das licitações para as cidades de Jacarezinho, Cianorte e Altônia, no valor de R$ 1,7 milhão. O Detran-PR ainda entregou 106 novos veículos, mais de dois mil computadores e 300 kits de biometria para reforçar o atendimento à população de todo o Estado. O investimento soma R$ 18,6 milhões.

Os projetos de sinalização viária em parceria com as prefeituras atenderam 88 municípios. Outros 45 estão na fase de implantação do projeto e 43 em fase de licitação. As sinalizações dispostas para os municípios que solicitam apoio compreendem sinalizações verticais, horizontais, bem como tachas e tachões. O valor investido nas obras foi de R$ 20,8 milhões.

Bancas itinerantes 

Outro projeto que ganhou fôlego em 2023 com o uso de tecnologia no trânsito foi o Bancas Itinerantes. O Detran-PR disponibiliza o exame prático em cidades localizadas a 40km de uma Ciretran.

Em 2023, contemplou-se 38 municípios: Agudos do Sul; Alto Piquiri; Ampére; Antonina; Bituruna; Boa Vista da Aparecida; Candido de Abreu; Candói; Capitão Leônidas Marques; Carlópolis; Cruz Machado; Enéas Marques; Fazenda Rio Grande; General Carneiro; Goioxim; Inácio Martins; Itapejara do Oeste; Ivaté; Jaguapitã; Mallet; Mamborê; Mandirituba; Marquinho; Morretes; Nova Esperança do Sudoeste; Ortigueira; Palmeira; Paulo Frontin; Renascença; Roncador; Salgado Filho; Santa Fé; Santo Inácio; São João do Ivaí; Sengés; Tamarana; Turvo e Ventania.

Leilão

Em 2023, o Detran-PR realizou o primeiro leilão administrativo realizado 100% pela autarquia, com a condução realizada pelos servidores, sem a utilização de leiloeiros. Houve o leilão de 17.391 veículos classificados como materiais ferrosos para reciclagem, ou seja, que não poderiam ser utilizados para circulação. O valor total arrecadado foi de R$ 4,9 milhões. Os recursos foram revertidos em investimentos para sinalização viária nos municípios paranaenses.

Encontros regionais

O órgão também realizou capacitação e alinhamentos com servidores e entidades vinculadas em seis regiões. Criou-se o cronograma com o intuito de reunir agentes inerentes ao trânsito, como servidores da autarquia, centros de formação de condutores, estampadores de placa, despachantes e clínicas médicas e psicológicas. A intenção foi de mobilizar regiões do Estado para a padronização e melhoria na qualidade de atendimento oferecido ao cidadão. Houve realização dos encontros em Guarapuava, Francisco Beltrão, Londrina, Maringá, Curitiba e Foz do Iguaçu, reunindo mais de 1.500 participantes.

PNATRANS

O ano também ficou marcado pelo posicionamento do Paraná no Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito (Pnatrans). O Ministério dos Transportes, por meio da Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran), posicionou o Estado em primeiro lugar no ranking nacional de iniciativas. São ações de Educação para o Trânsito, Normatização e Fiscalização, Gestão de Segurança no Trânsito bem como implementação de Vias Seguras. Ou seja, o compromisso é reduzir em pelo menos 50% as mortes no trânsito até 2028.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *