Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

15 de julho de 2024

Detran/RS chama atenção para golpe da venda falsa de autopeças usadas


Por Pauline Machado Publicado 31/10/2021 às 16h30 Atualizado 08/11/2022 às 21h20
Ouvir: 00:00

O Detran/RS tem recebido denúncias de possíveis vendas de autopeças usadas, mas que nunca foram entregues aos respectivos compradores.

Com o aumento das transações online durante a pandemia, cresceu também o número de golpes virtuais. Estes deixaram de ter foco maior nas operações bancárias abrangendo também outras áreas de atuação, como a compra e venda de autopeças usadas, por exemplo.

No Rio Grande do Sul, por exemplo o Departamento Estadual de Trânsito (Detran/RS) tem recebido denúncias de possíveis vendas de peças usadas no marketplace do Facebook, mas, que nunca foram entregues aos respectivos compradores.

De acordo com a autarquia, os golpistas estão usando não apenas o nome, mas, também, parte da razão social de Centros de Desmanches de Veículos credenciados – CDV para gerar maior credibilidade e para aplicar os golpes.

Medidas de segurança antes de comprar

Antes de procurar pela internet os melhores preços e oportunidades para comprar autopeças usadas, o Detran/RS recomenda que o comprador faça uma busca no catálogo do site oficial PEÇA LEGAL. A plataforma reúne em torno de 8 milhões de itens disponíveis nos quase 500 Centros de Desmanches oficiais credenciados no Estado.

A iniciativa de desenvolver o site Peça Legal foi restringir a venda ilegal de autopeças usadas. Bem como, possíveis casos de estelionato pelas redes sociais. A plataforma controla todo o estoque através de um sistema informatizado, que vincula a peça a um veículo específico registrado em nota fiscal.

Importância das denúncias

O órgão de trânsito reforça, ainda, que a busca online deve ser sempre nos canais oficiais, que, de fato, têm permissão para comercialização de peças. Além disso, ao desconfiar de anúncios, páginas ou vendedores que oferecem muitas vantagens ou preços abaixo do mercado, o usuário deve denunciar imediatamente. Dessa forma, estará ajudando a impedir crimes como estelionato e até mesmo de roubo e furto de veículos.

Saiba mais:

Empresa alerta para diferenças entre autopeças falsas e originais 

 

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *