Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

24 de julho de 2024

Rodovias federais: quase 50% das mortes ocorridas em 2021 decorreram de acidentes com caminhões


Por Mariana Czerwonka Publicado 04/07/2022 às 11h15 Atualizado 08/11/2022 às 21h07
Ouvir: 00:00

De acordo com a análise dos dados, a maioria das mortes por acidentes com caminhões decorre de ultrapassagens mal sucedidas. 

O número de caminhões no Brasil representa atualmente em torno de 5% da frota nacional. No entanto, 47% das mortes que ocorreram em rodovias federais, em 2021, decorreram de acidentes envolvendo esse tipo de veículo. Essa informação consta no Anuário 2021 divulgado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Ainda conforme os dados, se considerados os acidentes que resultaram em óbitos, destaca-se que a colisão frontal corresponde a 36,93% do total. Seguido de colisão traseira, atropelamento de pedestre e tombamento.

Outro dado levantado pela PRF é que em apenas 0,04% dos óbitos foi apresentada como causa principal a ingestão de substâncias psicoativas pelo condutor.

As principais causas de acidente foram transitar na contramão e a velocidade incompatível. O que nos leva a conclusão que a maioria das mortes ocorreram por manobras de ultrapassagem mal sucedidas.

De acordo com a PRF, o órgão está atento a esses números e trabalhando para diminuir os índices de sinistros em rodovias.

“Só no ano de 2021, a PRF realizou 1.414 operações de segurança viária, direcionadas por análise de acidentalidade, atuando prioritariamente nos trechos mais críticos e direcionando esforços de acordo com as características locais”, explica o órgão.

Conforme a PRF, apenas no ano de 2021 o órgão abordou 956.553 veículos de carga, o que demonstra a efetiva realização de fiscalização das condições destes veículos e seus condutores. “Destaca-se ainda que a PRF mantém representantes em todas as câmaras temáticas do Contran e participa dos debates técnicos sobre normatização que dentre outros envolvem temas relacionados aos veículos de transporte de cargas”, finaliza a PRF.

Dicas de prevenção

De acordo com os tipos de acidentes com caminhões que mais ocorreram nas rodovias federais, a PRF destaca algumas dicas de segurança para a prevenção de ocorrências envolvendo veículos pesados. Veja quais são elas.

Ultrapassagem

Os veículos pesados são mais lentos, portanto, o condutor deve calcular com mais atenção a sua manobra de ultrapassagem, para evitar um resultado fatal.

Velocidade

Os veículos pesados precisam sempre observar a velocidade máxima prevista para a via, pois além de precisarem de mais espaço para completar sua frenagem, ainda correm o risco de tombamento em curva e sair de pista caso perca o controle do veículo.

Tempo de direção e descanso

O motorista deve observar os intervalos de descanso previstos na resolução 525 do Contran, principalmente as 11 horas de descanso dentro de 24h, sendo pelo menos 8h ininterruptas.

Excesso de peso

Os veículos com excesso de peso, além de causarem mais danos ao pavimento, ainda deterioram a parte mecânica do veículo. Além disso, aumentam ainda mais a zona de frenagem até a parada total.

Amarração de cargas

Transportar carga mal acondicionada, solta, ou derramando sobre a via representa um grande risco aos outros veículos, que podem ser atingidos por esses objetos.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

1 comentário

  • Armindo dos Santos Flores
    30/03/2023 às 18:13

    É necessário maior fiscalização por parte das autoridades competentes e punição exemplar para os culpados, visto que ultimamente tem morrido muita gente em acidentes que tem caminhões envolvidos e causadores de tais acidentes.

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *