Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

24 de julho de 2024

A integração multimodal na perspectiva prática do transporte de cargas

O transporte terrestre ainda é a maior modalidade no transporte de mercadorias, correspondendo a 63% em comparação com os demais modais.


Por Assessoria de Imprensa Publicado 08/10/2023 às 18h00
Ouvir: 00:00

A integração entre os diversos meios de transportes é pauta recorrente quando se fala sobre a infraestrutura e as etapas que fazem parte do ecossistema econômico das cidades. Ao mesmo tempo que essa alternativa se torna cada vez mais viável para o desenvolvimento das regiões, a KORSA Riscos & Seguros traz um enfoque pouco discutido a respeito da logística no transporte de cargas.

É preciso avaliar o processo como um todo em prol de melhorias e investimentos para uma estruturação de maior qualidade e eficiência nas regiões. E com isso, é necessário considerar todos os pormenores da logística. O objetivo é alcançar soluções que atendam todas as condições do deslocamento das mercadorias até o destino final. 

Integração das modalidades de transporte de cargas

O projeto de integração das modalidades de transportes é o caminho para a eficiência no deslocamento de cargas e também de pessoas. Dessa forma, funcionando como uma medida que visa destravar alguns pontos da logística rumo a uma ampliação comercial a nível global. Com a proposta potencializar a economia do país, a integração multimodal planeja reduzir custos e otimizar o tempo. No entanto, para que a máxima solução seja atingida, a KORSA Riscos & Seguros aponta alguns tópicos, como esclarece o presidente da empresa, James Theodoro.

“O sistema econômico é fortalecido com as comercializações e definitivamente o fator tempo e custo são decisivos no momento do cliente fechar uma compra. Se tratando da entrega, é importante destacar que transportes realizados por modais ferroviários e/ou marítimos (cabotagem) tendem-se a alongar o prazo, além de que em ambas as modalidades, a última milha é feita por caminhão, reforçando a ideia inicial de uma solução que perceba essas particularidades”, diz o executivo. 

Já a análise referente a premissa da redução de custos, com a multimodalidade, existe a necessidade de transbordo de mercadorias o que demanda diversas outras operações de carga e descarga além de despesas com a armazenagem. Assim, sendo um contraponto imperativo quanto a essa questão. 

Se falando em modalidade de transportes, o terrestre é o mais utilizado no deslocamento das cargas atualmente, assumindo 63% em comparação com os demais modais. Ele terá papel fundamental na logística mesmo após a implementação da integração multimodal, já que é o único que alcança todas as regiões. Com essa certeza, reforça a carência de recursos eficientes que solucionem problemas antigos na cadeia logística, como segurança e revitalização das estradas. Além disso, adoção urgente de medidas que promovam melhores condições de trabalho para os motoristas de cargas, como defende a KORSA em constantes pautas e debates. 

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *