Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

14 de julho de 2024

Carro de família: confira dicas para escolher o modelo ideal

Para uma família com filhos, um automóvel pode ser imprescindível no auxílio à realização das tarefas diárias, bem como para o lazer.


Por Agência de Conteúdo Publicado 30/07/2023 às 13h30
Ouvir: 00:00

Cada família é única: o tamanho, a rotina e os tipos de passeio diferem muito entre si. Em comum, apenas o fato de que é sempre necessário um meio de transporte para dar cabo de todas as tarefas. Desde ir às compras até levar as crianças à escola ou ao médico, passando pela visita aos parentes próximos ou distantes, o carro da família deve ter o espaço interno e de porta-malas adequado, assim como potência e conforto.

Logo, seja o primeiro carro da família ou a troca por um novo, deve-se ter em mente uma série de fatores que precisam ser levados em conta na hora de adquirir um automóvel, a fim de que as necessidades sejam supridas. O orçamento familiar é o primeiro ponto que deve ser pensado. Afinal, carros geram despesas com combustível, manutenção, licenciamento e IPVA, para citar alguns.

Carros mais novos possuem a vantagem de necessitar de menos manutenção, ao contrário dos mais antigos.

Os antigos, porém, costumam pagar menos em impostos. Um seguro também pode entrar na conta, e deve ser consultado conforme o carro desejado. O gasto maior ficará mesmo por conta do consumo, diretamente ligado ao quanto se usa o carro e sua potência.

Carros de motor 1.0 até 1.4 consomem menos combustível, mas são menos potentes: para uma família grande, pode não ser suficiente, mas geralmente atendem bem o uso estritamente urbano. Para uma família que pensa em usar muito o carro para viajar, pode ser melhor optar por uma motorização mais potente. Indica-se carros de motor 1.6 ou mais para cair na estrada. 

Carros muito grandes precisam ter um motor mais forte para poder transportar todo seu peso, assim como dos seus passageiros. Logo, uma família grande que opte por um carro de bastante espaço interno também precisa que este seja potente. Se a ideia for viajar bastante, o que implica em muitas bagagens, é ainda mais importante que o motor seja forte.

Outro fator de extrema relevância diz respeito à segurança e ao conforto da família.

Freios ABS e sistemas de airbag frontais e laterais já deixaram de ser apenas itens opcionais e se tornaram obrigatórios, e são de grande valia para a segurança da família. Quanto ao conforto, ar-condicionado, bancos bem acabados e macios e bom espaço interno garantirão que se transporte todos os passageiros de maneira agradável.

As famílias com um ou dois filhos podem optar por veículos de até 5 lugares, caso dos carros sedan e alguns hatch. Este último tem a vantagem de ser mais fácil de estacionar nas grandes cidades, enquanto o primeiro tem como diferencial o espaço de porta-malas. A economia varia com a motorização e o estilo de dirigir de cada um, mas geralmente apresenta um consumo médio de 10 km/L.

Para famílias grandes ou que prezam por bastante espaço interno, os SUVs são uma pedida melhor. De carroceria grande, são mais potentes e confortáveis. No entanto, podem ser piores para manobrar no espaço urbano, o que se compensa nas estradas. São mais potentes, ótimos para aquelas famílias que viajam bastante.

Os tipos de carros variam bastante, e escolher o modelo ideal pode não ser uma tarefa fácil. Colocar na balança todas as necessidades e o orçamento doméstico, assim como o espaço de garagem, tamanho da família e quais finalidades o carro deve atender, estão entre os principais aspectos ao se pensar no carro ideal. O mercado oferece diversos modelos e certamente existe um tipo adequado para cada caso.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *