Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

13 de julho de 2024

Motoristas por aplicativo e entregadores: quatro dicas para organizar as finanças


Por Pauline Machado Publicado 31/07/2022 às 11h15 Atualizado 08/11/2022 às 21h06
Ouvir: 00:00

Pensando no cenário atual da economia, veja dicas para organização de finanças de motoristas por aplicativo e entregadores.

No Brasil, 20% da população adulta utiliza aplicativos para trabalho e fonte de renda. Essa porcentagem resulta em mais de 32,4 milhões de pessoas, segundo dados da pesquisa realizada pelo Instituto Locomotiva. A  partir desse trabalho autônomo e com a atual situação econômica do País, ter uma organização das finanças se tornou mais que essencial para todos, sobretudo para motoristas por aplicativo e entregadores, que, com o surgimento de novas tecnologias em mobilidade, atrelado à disseminação do Covid-19 e ao aumento nas taxas de desemprego nos últimos dois anos, tornaram-se muito mais presentes no nosso dia a dia.

Neste cenário, e pensando em auxiliar motoristas e entregadores de aplicativos sobre como organizar suas finanças, a fim de garantir melhor rendimento da sua renda no final do mês, Luiz Neves, CEO do SotpClub, listou quatro dicas para auxiliar a categoria na organização das finanças ao longo do mês.

“O StopClub oferece funcionalidades que contribuem para que esses trabalhadores desempenhem suas funções de maneira eficaz e segura. Além das funcionalidades disponíveis como a Câmera Secreta, Radar e Walkie-Talkie e Grupos com salas de áudio, a plataforma também oferece conteúdos com foco em educação financeira, elaborados por economistas da área, para conscientização dos seus motoristas/entregadores parceiros”, detalha.

Confira as orientações do executivo:

Conheça seus custos e calcule seus ganhos

Para organizar as finanças, é importante entender como funciona o seu fluxo de caixa e como esses recursos devem ser divididos. Nesta etapa é importante que você se organize para entender o quanto recebe, em média, e o quanto gasta para manter seu trabalho como motorista ou entregador profissional. A partir disso, a visualização da renda ficará melhor estruturada. Dessa forma, você terá melhor visão do seu desempenho. A análise semanal é a mais indicada para facilitar o acompanhamento de metas.

Anote todas as despesas e lucros

Seguindo as variações de preços dos últimos anos, principalmente no que tange aos dos combustíveis, quanto menor o custo de trabalho, melhor. Sendo assim, para facilitar o seu controle de gastos e entender qual o seu lucro real no final de cada dia, é importante que todas as despesas e recebimentos sejam registrados. Dessa forma é possível entender qual é a margem de lucro de cada dia de trabalho. E, assim, poder se planejar para utilizar seus recursos da melhor maneira possível.

É importante separar todos os gastos fixos e variáveis da sua rotina de trabalho. Principalmente quando se fala sobre revisão do veículo, alimentação, pedágios, entre outros. Sem acompanhamento de despesas e ganhos é impossível ter um bom controle.

Crie uma reserva emergencial e estipule os gastos extras

Há muita imprevisibilidade na rotina de trabalho de motoristas/entregadores. Uma semana pode ser muito boa, mas na seguinte o veículo pode apresentar um problema e a pessoa fica dias sem poder trabalhar. Por esse motivo, é essencial que se tenha uma reserva emergencial, além de prever os possíveis gastos extras que virão pela frente. Por isso, calcule seus recursos para sempre manter uma reserva emergencial em caso de acidentes, multas, entre outros casos. Muitos motoristas se organizam em grupos fazendo contribuições periódicas para que o grupo tenha de forma mais rápida um montante maior à disposição de quem tiver um problema.

Busque educação financeira como auxílio

Por fim, é importante ressaltar que a educação financeira é parte essencial para que os trabalhadores entendam a melhor maneira de administrar seus recursos. Com mais conhecimento e racionalidade, os trabalhadores poderão ter mais controle e segurança sobre como alocar valores para que seu trabalho seja cada vez mais rentável. Por meio da organização de finanças é possível criar hábitos financeiros saudáveis que auxiliam para disciplina e melhores decisões quando necessário.

 

 

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *