Notícias

Notícias

Número de mortes em acidentes de trânsito cai 24,3% em Pernambuco 

Secretaria de Saúde credita redução ao primeiro ano da Operação Lei Seca. De dezembro de 2011 para dezembro de 2012 foram 1.059 óbitos

De dezembro de 2010 a dezembro de 2011, foram registrados 1.389 mortes provocadas por acidentes de trânsito em Pernambuco, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES). Em dezembro de 2011, foi implantada a Operação Lei Seca e, um ano depois, foram registrados 1.059 óbitos, 330 a menos que no mesmo período do ano anterior – uma redução de 24,3%.

Os resultados da operação no estado foram divulgados nesta terça-feira (4) pela SES, que faz a coordenação da operação. O tentente-coronel André Cavalcanti, coordenador executivo da Operação Lei Seca, acredita que a redução no número de óbitos se deu, entre outros motivos, pela maior conscientização dos motoristas. “Estamos conseguindo mudar comportamentos, que o condutor tenha uma postura responsável. Costumo dizer que a gente não proíbe ninguém de beber, o que não pode é beber e dirigir. O mais importante para nós é salvar vidas, não multar, por isso temos um trabalho grande de conscientização”, explica o coordenador.

Segundo dados da SES, as mortes na Região Metropolitana do Recife caíam de 418, de dezembro de 2010 a dezembro de 2011, para 226 até este ano, enquanto no interior do estado a redução foi um pouco menor, indo de 971 óbitos para 833. “As motos, no interior do estado principalmente, são uma grande preocupação. Se beber e dirigir um carro, com quatro rodas, já é complicado, imagina você ter que se equilibrar e conduzir uma moto? Por isso temos focado muito nas motocicletas durante nossas ações”, explica Cavalcanti.

Durante o primeiro ano da operação, foram fiscalizados 241 mil veículos em blitze em todo o estado, sendo 82 mil motocicletas. Foram 574 motoristas autuados por embriaguez e 8.806 carteiras de habilitação recolhidas por alcoolemia, além de 23,5 mil multas foram aplicadas durante os bloqueios, seja pelo uso do álcool, por irregularidades encontradas nos veículos ou outras infrações cometidas pelos motoristas. Um dos pontos principais para medir a eficácia da Lei Seca foi o monitoramento das entradas de vítimas de acidentes de trânsito em hospitais e unidades de pronto-atendimento (UPAs).

Na Região Metropolitana do Recife, de janeiro a outubro de 2012 foram registrados 9.031 atendimentos à vítimas de trânsito nas emergências dos hospitais da Restauração, Getúlio Vargas e Otávio de Freitas, além das UPAs Imbiribeira, Curado e Olinda. Deste atendimentos, 1.275 tiveram associação direta com o consumo de álcool. No interior do estado, os 12 hospitais regionais atenderam 3.725 vítimas de acidentes de trânsito que envolveram motoristas alcoolizados, segundo dados da SES. “Por conseguirmos ter essas estatísticas rapidamente, conseguindo identificar onde estão acontecendo mais acidentes, podemos atuar melhor nos bloqueios, indo até esses pontos onde acontecem mais casos”, explica o coordenador.

Operação

A Operação Lei Seca começou em 1º de dezembro de 2011, coordenada pela Secretaria de Saúde de Pernambuco. Além de bloqueios itinerantes, a operação conta com deficientes vitimados pela combinação de álcool e trânsito que atuam em bares e restaurantes conscientizando a população dos perigos de misturar direção e bebida. No total, a operação conta com 218 profissionais da SES, Detran e Polícia Militar.

Fonte: G1 Notícias


Artigos Recomendados Para Você

Deixe um comentário

Campos obrigatórios *

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Politica de Privacidade.

Trocar a senha

Identifique-se para receber um e-mail com as instruções de nova senha.

[wp_user active='forgot']