Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

21 de junho de 2024

Ônibus é o principal meio de locomoção dos brasileiros


Por Mariana Czerwonka Publicado 18/08/2011 às 03h00 Atualizado 10/11/2022 às 18h48
Ouvir: 00:00

Ao todo, 34% da população adotam o coletivo como transporte. A caminhada fica em segundo lugar; e o carro particular, em terceiro. Uma pesquisa do Ibope, encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), investigou as preferências dos brasileiros na escolha do meio de transporte. A viagem acelerada pelo centro, as mãos carregadas, o olhar cansado e as passadas firmes. Não é atraso. A pesquisa revelou que é um hábito brasileiro ir para o trabalho ou para a escola usando apenas os próprios pés. Quem escolhe a caminhada como meio de transporte é para economizar a passagem ou, principalmente, como seu Agenor descobriu há 30 anos, porque caminhar pode ser mais rápido do que esperar no trânsito. “Se eu vier de ônibus, gasto mais ou menos uma hora. Para vir a pé, vou gastar uns 50 minutos”, avalia. O ônibus ainda é o principal meio de locomoção, usado por 34% dos brasileiros. A caminhada é a opção de 24% da população. E o carro particular fica em terceiro, com 16%. Apesar do que se vê nas grandes cidades, a motocicleta ocupa só o quinto lugar na preferência, atrás, acredite, da bicicleta. A pesquisa se propôs a retratar a maneira como os brasileiros se locomovem. E a conclusão é que não existe um único retrato para todo o Brasil. O transporte coletivo que passa pelo Sudeste ou pelo Sul não é exatamente o mesmo em outras regiões. Se no Sul do Brasil, mais da metade dos usuários acha o serviço de ônibus bom ou ótimo, no Norte e no Centro-Oeste, 40% dizem que o serviço é ruim ou péssimo. Ao analisar a pesquisa, o urbanista Candido Malta, da Universidade Federal de São Paulo (USP), concluiu que quem bate perna todo dia deve ser visto como exemplo de modernidade. “Ele está, também, contribuindo de modo efetivo para a redução do gás carbônico que seria produzido caso ele usasse transporte coletivo ou mesmo individual”, constata. Fonte: Jornal Floripa

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *