Notícias

Notícias

Operação Rodovida integra fiscalização e educação para reduzir mortes 

Operação Rodovida integra fiscalização e educação para reduzir mortes
Foto: Tânia Rego/Agência Brasil.

O diferencial da Operação Rodovida é a integração e coordenação entre os órgãos de fiscalização e a atuação com ênfase na educação para o trânsito.

Operação Rodovida
Foto: Tânia Rego/Agência Brasil.

Começou na sexta-feira (18) a Operação Rodovida, de âmbito nacional, que integra órgãos municipais, estaduais e federais em ações de fiscalização e educação. O lançamento ocorreu na Ponte Rio-Niterói. A ação que vai até fevereiro terá atividades também nas áreas de saúde e infraestrutura, com o objetivo de diminuir a violência no trânsito.

O porta-voz da Polícia Rodoviária Federal no Rio de Janeiro, José Hélio Macedo, lembra que ocorreram 33.414 mortes em acidentes de trânsito em 2018, sendo 5.271 nas rodovias federais, segundo o Ministério da Saúde.

Entre janeiro e setembro de 2020, foram 1.734 óbitos nas rodovias federais em acidentes com veículos de carga.

“Historicamente, nesse período de festas, de final de ano, até o carnaval, a gente tem um aumento nas ocorrências. Com acidentes mais graves, muitas situações que poderiam ter sido evitadas, principalmente pela conduta dos motoristas. Então, com isso, a gente vem reforçando o nosso trabalho, tanto de fiscalização quando de educação para o trânsito. O objetivo é que a gente consiga atuar nesse período de forma efetiva e pelo menos reduzir a gravidade dos acidentes”, diz Macedo.

Ele explica que o diferencial da Operação Rodovida é a integração e coordenação entre os órgãos.

“Cada um na sua área de atuação, na sua circunscrição, faz operações coordenadas de forma integrada, para que a gente consiga dar mais efetividade na fiscalização. Por exemplo, um motorista que está numa rodovia federal e por um acaso ele não é parado naquela fiscalização, ele pode ser abordado mais adiante ao sair para uma via estadual, uma via municipal, devido ao fato dessas ações coordenadas”.

As informações são da Agência Brasil

Artigos Recomendados Para Você

1 Comentário

  1. Despachante Novo Mundo » Possibilidade de retirada de radares pode incentivar comportamento de risco no trânsito

    […] mestre em Ciências da Saúde e doutora em Transportes pela Universidade de Brasília (UnB), sem fiscalização é possível que o Brasil engate marcha à ré na segurança […]

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *

Trocar a senha

Identifique-se para receber um e-mail com as instruções de nova senha.

[wp_user active='forgot']