Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

22 de fevereiro de 2024

Pneus mal cuidados causam acidentes em estradas brasileiras


Por Mariana Czerwonka Publicado 03/09/2012 às 03h00 Atualizado 09/11/2022 às 00h07
 Tempo de leitura estimado: 00:00

Em apenas 10 minutos na BR-163 e é possível encontrar vários jacarés: é o nome popular dado às capas que se soltam dos pneus O Bom Dia Brasil mostrou uma imagem, na semana passada, de uma mulher que morreu depois de ser atingida por um pneu que se desprendeu de um caminhão, no Rio. Mas o risco está em toda parte. A equipe registrou flagrantes na região Centro-Oeste. Um flagrante: o pneu estoura e a carreta continua rodando. A borracha que se desprendeu do pneu danificou até o para-lamas e pode se soltar a qualquer momento. Cuidar da manutenção dos pneus é cuidar também da segurança nas estradas. Em apenas 10 minutos na BR-163 e é possível encontrar vários jacarés: é o nome popular dado às capas que se soltam dos pneus. Quando isso acontece, o risco é para quem vai atrás do caminhão. Reginaldo fazia uma ultrapassagem quando o carro dele foi atingido por parte de um pneu que estourou. O estrago foi grande: a borracha amassou o capô, danificou a barra de segurança e quebrou o ar condicionado. Custo do conserto: R$ 7,5 mil. “Se fosse um pouquinho mais acima pegaria bem onde eu estava, estava na direção”, conta. O condutor que compromete a segurança na estrada pela má conservação do veículo comete uma infração grave e pode ser autuado pela Polícia Rodoviária Federal. A multa nesse caso é de R$ 127,69. “Os pneus são indispensáveis para a segurança no trânsito”, afirma. Quando o pneu dá sinais de que precisa de manutenção, o ideal é recorrer a uma empresa especializada, que segue normas internacionais de segurança. “Quando se aplica uma recapagem de qualidade, se é uma carcaça boa, a possibilidade dela largar é quase zero. Então nós precisamos ver o preço, mas principalmente a qualidade do produto”, ressalta. Fonte: Bom Dia Brasil

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *