Notícias

Notícias

A posição correta para dirigir em seis passos 

A posição correta para dirigir em seis passos
Posição para dirigir
Imagine que no volante tenha um ponteiro de relógio. Você deve colocar as mãos na posição 10h10.

O ato de dirigir exige atenção e concentração total do motorista. A postura correta, nesse caso, auxilia o condutor a reagir mais rápido diante de imprevistos e a manter o controle do veículo.

Depois de anos de direção, muitos vícios se tornam frequentes e acabam mudando o comportamento do condutor, como é o caso de dirigir com os braços totalmente esticados, o que não é o ideal para a segurança.

Então, você sabe a postura correta na direção? O Portal do Trânsito te explica em seis passos.

1º passo: O assento

O primeiro passo é sentir-se confortável. Corrigir a posição do assento até que as pernas fiquem ligeiramente dobradas.  A perna esquerda esticada deve acionar todo o curso do pedal da embreagem. A coluna deve ficar totalmente em contato com o encosto.

2º passo: A altura

Em carros com regulagem de altura no volante ou no assento, o condutor deve manter suas coxas afastadas do volante para que não interfira na hora de mudar de direção. Além disso, o volante deve ficar numa posição em que o condutor enxergue todo o painel do veículo.

3º passo: Mãos em 10 e 10

Ao sentar-se, o condutor deve estender o braço acima do volante. Depois disso, imagine que no volante tenha um ponteiro de relógio. Você deve colocar as mãos na posição 10h10. Naturalmente em alguns momentos as mãos irão mudar de posição, mas nunca se deve segurar o volante por baixo.

4º passo: Encosto de cabeça

O encosto de cabeça tem um papel importante na segurança do condutor e passageiros, pois evita uma movimentação exagerada do pescoço e cabeça em caso de colisão, prevenindo assim lesões na coluna cervical. A recomendação é que a altura do encosto deve estar regulada no centro posterior da cabeça ou até 3 cm acima.

5º passo: Retrovisores

O retrovisor é utilizado para ampliar a visibilidade dos motoristas. Normalmente os veículos possuem três espelhos retrovisores: o espelho central, que garante visibilidade traseira durante a condução e os laterais, que tem como função ajudar o condutor a enxergar fora de sua visão periférica. O retrovisor interno deve estar bem centralizado e visualizar todo ambiente da parte de trás do carro. O ajuste deve ocorrer somente após a regulagem do banco do motorista e ele deve estar acertado de modo que não haja necessidade de mover a cabeça para enxergá-lo, apenas de desviar o olhar.

6º passo: Cinto de segurança

O uso do cinto, além de obrigatório, é muito importante para a segurança de todos os ocupantes do veículo. Em primeiro lugar é preciso analisar se os cintos não têm cortes e se não existem dobras que impeçam a elasticidade. Testar o travamento para ver se está funcionando perfeitamente importante. Verifique também se os cintos dos bancos traseiros estão disponíveis para a utilização dos ocupantes.

Para usar o cinto corretamente o motorista e passageiros devem ajustá-lo firmemente ao corpo, sem deixar folgas. O cinto nunca deve passar pelo pescoço e sim pelo ombro e meio do peito. A faixa inferior deverá ficar abaixo do abdômen (passando pelos ossos do quadril).

Artigos Recomendados Para Você

Deixe um comentário

Campos obrigatórios *