Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

24 de julho de 2024

Reajuste da gasolina: veja dicas para gastar menos combustível


Por Mariana Czerwonka Publicado 11/03/2022 às 11h15 Atualizado 08/11/2022 às 21h13
Ouvir: 00:00

Para quem não consegue escapar do reajuste da gasolina, a única possibilidade é tentar economizar. Veja dicas para gastar menos combustível!

A Petrobrás anunciou ontem (10) um novo reajuste nos preços de gasolina e diesel. A informação causou uma corrida aos postos de combustível. Além disso, houve relatos de que apesar da Petrobrás ter dito que o reajuste passaria a valer a partir de hoje (11), muitos postos já estavam cobrando ontem o novo valor. Para quem não consegue escapar do reajuste da gasolina, a única possibilidade é tentar economizar. Veja dicas para gastar menos combustível!

Apesar de haver alternativas, como transporte público e a bicicleta, e mesmo não concordando com o aumento, muitos cidadãos não tem como fugir dessa situação e precisam garantir o abastecimento.

Para quem não consegue escapar do reajuste, a única possibilidade é tentar gastar menos combustível. E um importante fator de economia de gasolina – ou de excesso de consumo – está na maneira de dirigir.

“Por exemplo, a fábrica anuncia 13 km/l e o carro faz 10 km/l, no máximo? A diferença pode estar no estilo de condução, e em alguns outros fatores”, explica César Bruns, diretor presidente da Tecnodata Educacional.

Para isso, o Portal do Trânsito relembra algumas recomendações importantes para quem quer economizar combustível. Veja:

  • Arrancar suavemente e manter “pé-de-pluma” no acelerador. Arrancadas rápidas exigem “pé-no-fundo”, aumentando o consumo.
  • Evitar acelerações, bem como frenagens bruscas. Há uma maneira de dirigir, acompanhando o fluxo, que evita ter que ficar acelerando e freando constantemente.
  • Mantenha os pneus calibrados corretamente. Pneus com pressão insuficiente aumentam o consumo. Sempre calibrar na hora de abastecer é um bom hábito.
  • Acione o ar-condicionado somente quando necessário.
  • Não transporte peso extra desnecessariamente. Ou seja, livre-se dos objetos que nem você sabe por que estão no porta-malas.

Cuidados com o motor

De acordo com Bruns, a vida útil do filtro do purificador de ar do motor é relativamente curta. Um motor 1.0 “suga” mais de 60 mil litros de ar por hora, quando está em marcha lenta. “Todas as impurezas, principalmente poeira e fuligem, ficam retidas no elemento de papel do purificador, e o acúmulo dificulta a passagem do ar, tirando potência do motor”, diz.

Ainda segundo Bruns, as velas do motor são responsáveis pela completa queima de combustível, e isso só acontece enquanto elas estiverem em bom estado. “Não espere o nível de combustível chegar na reserva para abastecer. As impurezas se concentram no fundo do tanque”, acrescenta.

Nas estradas

Bruns diz ainda que quanto maior a velocidade, maior o consumo. A resistência do ar cresce com o aumento da velocidade, porém, de forma desproporcional. “Por exemplo, quando um carro aumento sua velocidade de 110 para 140 km/h, o que representa um aumento de 27%, no entanto, nessas mesmas condições, a resistência do ar aumenta em 67%”, garante.

Esse aumento na resistência do ar precisa ser vencido com maior dispêndio de energia e de combustível. A dica, então, é manter as janelas do veículo fechadas. “Trafegar em velocidade com as janelas abertas causa uma turbulência que provoca maior arrasto aerodinâmico, e maior consumo de combustível. Nesse sentido, o correto em relação à velocidade para se transitar em estradas é estabelecer uma velocidade de cruzeiro econômica e segura, e tentar manter essa velocidade da forma mais estável possível”, justifica Bruns.

É importante também evitar transportar objetos fora em cima do teto do veículo, pois esse tipo de carga aumenta o arrasto aerodinâmico, piorando o consumo de combustível.

“Controlar o consumo, calcular e anotar as médias a cada abastecimento certamente é um bom hábito”, finaliza.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *