Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

26 de fevereiro de 2024

Segurança: Uber anuncia piloto de selfie dos usuários


Por Pauline Machado Publicado 01/06/2022 às 21h00 Atualizado 08/11/2022 às 21h09
 Tempo de leitura estimado: 00:00

A nova ferramenta da Uber, apelidada como U-Selfie, tem como objetivo aumentar a segurança dos motoristas. Veja os detalhes.

A Uber anunciou na semana passada que atendeu a um dos pedidos mais requisitados pelos motoristas parceiros, segundo uma pesquisa interna da empresa. A nova ferramenta, apelidada como U-Selfie, visa a segurança dos motoristas. Ela será solicitada, como projeto piloto, a alguns usuários que optam por realizar suas viagens somente em dinheiro antes que eles consigam pedir o carro.

A empresa informa que a foto do solicitante da corrida não será compartilhada com os parceiros nem passará por verificação biométrica. No entanto, ela ficará armazenada nos servidores da Uber, à disposição para consulta posterior das autoridades em caso de necessidade, seguindo a previsão legal.

No dia a dia

O projeto piloto da Uber selfie vai valer para algumas das pessoas que se cadastrarem ou solicitarem sua viagem sem fornecer dados do meio de pagamento digital, como cartão de crédito ou débito. O novo serviço contemplará o portfólio de outros serviços de segurança já existente no aplicativo para verificação do usuário, como a verificação do CPF na base de dados da Serasa Experian e a verificação de documentos, que solicita a alguns usuários que tirem uma foto da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ou da Carteira de Identidade (RG).

Para a gerente de Operações para Segurança da plataforma, Araceli Almeida, o recurso é mais um importante passo para aprimorar a segurança em todas as viagens.

“A Uber entende que a tecnologia é um recurso poderoso para trazer mais segurança a todos que usam o nosso aplicativo. A selfie vem como uma camada adicional à verificação de CPF dos usuários a Uber já realiza há muitos anos e para complementar a checagem de documentos. Tudo para dar mais tranquilidade para quem realiza viagens utilizando o nosso app”, enfatiza.

Investimentos na segurança

No início do mês de abril, a Uber anunciou mudanças no cartão de oferta de viagens, passando a informar detalhadamente o endereço de destino dos seus passageiros antes do aceite das viagens. Até então, os motoristas da maior parte do País viam apenas a região de destino final.

Na sequência, a empresa comunicou a integração do botão “Ligar para a Polícia” do aplicativo com o atendimento ao 190 no Rio de Janeiro.

Deste modo, todas as vezes em que um usuário ou motorista parceiro da Uber usar o botão para ligar para a polícia local por meio do aplicativo, o serviço de emergência vai automaticamente receber a localização em tempo real e as informações da viagem em que foi originada a chamada, sem que seja necessário quem fez a chamada transmitir essas informações verbalmente ao atendente, que receberá essas informações na tela do computador.

De acordo com a Uber, já existe negociação com outras Unidades da Federação para estender essa parceria.

Veja abaixo outras ferramentas de segurança da Uber, além da selfie, voltadas à proteção dos parceiros:

Prevenção

Além das medidas de verificação já mencionadas, o aplicativo possui um recurso de machine learning para impedir que viagens potencialmente arriscadas aconteçam. Esta ferramenta usa algoritmos que aprendem de forma automatizada a partir dos dados históricos das milhões de viagens já realizadas com o aplicativo e, dessa forma, pode solicitar detalhes adicionais de identificação do usuário para autorizar que uma viagem aconteça.

Viagens em dinheiro

Os motoristas podem ainda optar por não aceitar viagens em dinheiro, se preferirem – a informação sobre essa opção de pagamento também é exibida na tela do aplicativo de quem está atrás do volante antes que o usuário entre no carro, assim como a nota do usuário no aplicativo. E os motoristas parceiros podem cancelar as viagens sinalizando motivo de segurança sempre que não se sentirem confortáveis.

Botão Recursos de Segurança

Durante a viagem, por meio do botão Recursos de Segurança – um escudo azul que aparece no app, é possível acessar todas as funções de segurança da plataforma. Ao longo do trajeto, usuários e motoristas parceiros podem compartilhar a sua localização e o tempo de chegada em tempo real com quem desejarem.

Gravação de áudio

Ainda no botão azul, é possível acionar o recurso de Gravação de áudio. Tanto o usuário quanto o motorista parceiro, têm a opção de relatar um incidente de segurança bem como anexar o arquivo com o áudio. Os conteúdos ficam armazenados de forma criptografada no dispositivo de quem efetuar a gravação e não podem ser acessados nem pelo parceiro nem pelo usuário – só pela Uber, caso haja um relato de segurança. É possível, também, compartilhar esses materiais com autoridades policiais, dentro dos trâmites legais.

Câmera veicular

A Uber é o único app de mobilidade que hoje permite ao parceiro que tiver sua própria câmera veicular cadastrá-la no app para que os usuários saibam que ela está instalada no veículo, por meio de notificações, além de permitir o compartilhamento de gravações desse dispositivo com a equipe de suporte, em caso de reporte de incidente.

Após as viagens

Mesmo depois que uma viagem termina, ainda existem recursos de segurança atuando. Todas as viagens têm registro por GPS. Isso permite que, por exemplo em caso de necessidade, a equipe especializada possa dar suporte.

“Pedimos que usuários bem como motoristas se avaliem. Nesse sentido, temos uma equipe que monitora essas informações e pode banir da plataforma usuários ou motoristas que tiverem uma média baixa de avaliações. Ou, ainda, conduta que viole os termos e condições de uso ou o código da comunidade como, por exemplo, comportamento inapropriado ou perigoso. O time de suporte está disponível 24 horas por dia, sete dias por semana pelo aplicativo e analisa caso a caso cada registro”, finaliza.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *