Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

22 de fevereiro de 2024

Testemunha grava motorista de SUV confusa após acidente em Curitiba; mulher alegou apagão


Por Banda B Publicado 06/10/2023 às 18h15
 Tempo de leitura estimado: 00:00

Um vídeo feito por uma testemunha, logo após o acidente na Praça Tiradentes, no Centro de Curitiba, mostra a motorista confusa. O acidente matou uma idosa e deixou outras quatro pessoas feridas, depois que a motorista veio na contramão e invadiu a calçada. À Polícia Militar (PM), a motorista, que tem 73 anos, alegou que teve um apagão ao volante. Veja o vídeo abaixo.

Foto: Reprodução.

Nas imagens, que a Banda B teve acesso e optou por borrá-las por serem fortes, é possível ver todo o cenário do acidente: as vítimas estão no chão e o carro com a frente totalmente destruída.

O acidente aconteceu na esquina da praça com a Rua Monsenhor Celso, e não se sabe ao certo o que aconteceu para que a motorista do Compass estivesse na contramão. 

Ao todo, além de uma idosa que morreu no local, o acidente deixou cinco pessoas feridas:

  • Uma mulher de 32 anos em estado grave ao Hospital do Trabalhador
  • Uma jovem de 17 anos com ferimentos leves ao Hospital Evangélico Mackenzie
  • Um homem de 39 anos com ferimentos leves ao Hospital Evangélico Mackenzie
  • Uma mulher de 69 anos com ferimentos leves ao Hospital Evangélico Mackenzie
  • Uma mulher de 75 anos, caso clínico (passou mal no local) ao Hospital Evangélico Mackenzie

No vídeo, a pessoa que está filmando chega a tentar conversar com a motorista, mas ela se mostra bem confusa. Não consegue sequer responder ao certo se o carro, um Jeep Compass, era automático ou não.

Veja o video feito pela testemunha no local do acidente:

Motorista hospitalizada

A motorista do Compass também acabou sendo atendida por uma equipe de socorro, ainda no local. A princípio, ela teria dito às testemunhas que passou mal ao volante. Apesar disso, os bombeiros não confirmaram o que pode ter acontecido.

“Ela precisou ser retirada do local, populares ficaram bastante consternados com a situação e ela precisou ser isolada pelo risco à integridade física. Ela foi encaminhada ao hospital para uma correta avaliação, inclusive seu estado neurológico”

comentou o capitão Tosato, dos bombeiros.

Ainda conforme o capitão, as causas do acidente serão investigadas pela Polícia Civil. No local, só foi preciso apurar o que os pedestres disseram, pois os bombeiros estavam atuando no socorro às vítimas.

“Carece ainda de uma investigação, são várias as hipóteses no local, entre elas a de a motorista ter sofrido um mal súbito, mas não foi confirmado pela equipe dos bombeiros, esperamos uma perícia da equipe da Polícia Científica”

explicou o capitão Tosato.

Foto: Marcelo Borges/Banda B.

Alegou apagão

Segundo o Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran), a motorista passou pelo teste do bafõmetro, que deu zero. Ela alegou aos policiais que tomou remédios para dor e teve um apagão.

Após atendimento médico, a mulher foi encaminhada à Delegacia de Delitos de Trânsito (Dedetran).

A Carteira Nacional de Habilitação (CNH) da motorista estava em situação legal, bem como o veículo, que tem placas de Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná.

Foto: Marcelo Borges/Banda B.

Publicado primeiro por

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *