Notícias

Notícias

Vai à sanção criação do “Dia Nacional do Condutor de Ambulância” 

Vai à sanção criação do “Dia Nacional do Condutor de Ambulância”
Foto: Depositphotos

O Senado aprovou o PL que Institui o Dia Nacional do Condutor de Ambulância, que será comemorado no dia 10 de outubro. 

O PLC 113/2017, aprovado no Senado, torna 10 de outubro o “Dia Nacional do Condutor de Ambulância”, destinado a homenagear anualmente esses profissionais, em todo o território nacional. O PL tem origem na Câmara dos Deputados e é de autoria do já falecido deputado Rômulo Gouveia (PSD/PB).

Para atuar na profissão, o motorista precisa passar por curso de formação para condutores de veículos de emergência, conforme normas contidas em resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). O curso inclui Noções de Primeiros Socorros e Direção Defensiva, com instruções sobre ultrapassagem e como evitar acidentes com outros veículos, pedestres, motociclistas, ciclistas, carroceiros e skatistas.

O senador Paulo Paim (PT/RS) relatou a proposta. Ele observou que o Dia do Condutor de Ambulância já é celebrado em alguns estados e municípios brasileiros. Por exemplo: Santa Catarina, Espírito Santo, Roraima e nas cidades de Manaus e Cuiabá.

Para Paim, é justo estender a homenagem para todo o país, incluindo a data no calendário nacional de efemérides. Nesse sentido, o senador ressaltou que esses profissionais se arriscam para salvar vidas.

“É uma justa homenagem à categoria que enfrenta riscos todos os dias para salvar vidas, transportando pacientes e auxiliando a equipe de atendimento quando necessário. Os condutores de ambulância no dia a dia correm contra o tempo, cada segundo é importante. Por exemplo, o som da sirene representa a chegada do atendimento: vidas serão salvas. Os condutores de ambulância são essenciais para o atendimento da população. Mas ainda muitos não reconhecem. Durante a pandemia, por exemplo, a equipe da ambulância era imunizada, mas o condutor, não”, afirmou.

O senador Nelsinho Trad (PSD/MS) afirmou que a valorização desses motoristas é uma questão humanitária. Nesse sentido, os condutores de ambulância são pessoas que enfrentam forte estresse emocional diariamente lidando com vítimas de acidentes e outros diversos fatores, que envolvem também o sofrimento dos familiares.

“A valorização desses motoristas é uma questão humanitária. Além da destreza do motorista,  você tem todo esse aspecto emocional, psicológico. Esses condutores de ambulância são aprendizes da vida. Bem como, do dia a dia, do sofrimento que acabam por presenciar a cada saída que se tem, porque você nunca sabe o que você vai encontrar”, justifica.

A proposição que institui o “Dia Nacional do Condutor de Ambulância” seguiu para sanção presidencial.

As informações são da Agência Senado


Artigos Recomendados Para Você

Deixe um comentário

Campos obrigatórios *

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Politica de Privacidade.

Trocar a senha

Identifique-se para receber um e-mail com as instruções de nova senha.

[wp_user active='forgot']