Trending News

Notícias

Ensinando a aprender

Como funcionam as aulas remotas permitidas pelo Contran durante a pandemia? 

Como funcionam as aulas remotas permitidas pelo Contran durante a pandemia?
Aulas remotas nos CFCs
Foto: Freeimages.com

Muitos de nós tem facilidade em se adaptar às mudanças, outros nem tanto, sair da zona de conforto é extremamente desgastante para algumas pessoas. O fato é que, sair da rotina e encarar novos desafios, como as aulas remotas, traz alguma insegurança, nos faz questionar e, muitas vezes, duvidar da nossa capacidade.

Tudo dentro da normalidade, até porque, faz parte da natureza humana questionar, ter dúvidas, inseguranças. O que não podemos é ficar parados no tempo, paralisados de medo. Enquanto estamos nesse processo de elaboração, nos preparando para agir, o mundo continua girando, temos que nos adaptar.

Isso tudo nos traz aos dias incomuns que estamos vivendo: quarentena, isolamento social e distanciamento para enfrentar da melhor forma possível a ameaça trazida pelo COVID 19. Por conta desse momento, precisamos nos adaptar e fazer o melhor possível para cumprir as nossas obrigações.

Logo no início de todos esse processo, foi necessário interromper as aulas teóricas e práticas nos CFCs. Hoje, já se abriu a condição de retomada das aulas teóricas de 1ª Habilitação nos Centros de Formação de Condutores (CFCs) e o CONTRAN publicou Deliberação autorizando a realização de aulas remotas.

Aí vem a pergunta: o que é aula remota?

Recentemente o Portal do Trânsito publicou matéria apresentando as diferenças entre a modalidade de ensino EAD e Aula Remota. Leia aqui.

Vamos apresentar aqui, algumas sugestões de como desenvolver o conteúdo através de aulas remotas. O conteúdo deve ser o mesmo das aulas presenciais, sendo adaptado para essa nova realidade.

O primeiro passo é conhecer a plataforma que será utilizada, familiarizar-se com as ferramentas, recursos de que dispõe e como é possível tirar o maior proveito do que está sendo ofertado. É uma aula remota e o Instrutor deve comandar a aula como se fosse uma aula presencial dentro de uma sala de aula no CFC. Há a barreira da distância, talvez alguma dificuldade técnica com a conexão ou com a plataforma, porém, deve ser uma aula normal.

Interessante lembrar aqui a maior diferença entre a aula remota e aula na modalidade EAD: as aulas remotas acontecem em tempo real, com os alunos e instrutores no mesmo ambiente e ao mesmo tempo, enquanto as aulas EAD não exigem que alunos e instrutores estejam conectados ao mesmo tempo. As aulas são gravadas e disponibilizadas em um ambiente virtual onde os alunos irão acessar e assistir as aulas quando decidirem fazê-lo.

Outra dica: se suas aulas presenciais são focadas em bate papo com os alunos enquanto apresenta o conteúdo, o ideal é fazer da mesma forma na aula remota. Isso fará com que o instrutor se sinta à vontade para desenvolver o conteúdo e, quando menos esperar, estará ambientado.

Seguem mais algumas dicas de como otimizar e aproveitar as aulas remotas:

  1. Procure utilizar estratégias para tornar o conteúdo mais interessante e garantir a proximidade com os alunos;

  2. Utilizar trechos de vídeos como um dos recursos na aula é muito interessante: o segredo é não colocar o vídeo e “deixar rodar”. Não se deve fazer isso nem em uma aula presencial. No caso da aula remota, deixar o vídeo tocando é a chave para fazer com que os alunos dispersem a atenção e a chance de conseguir retomar será mínima. lembre de todas as interferências externas com que você tem que lidar trabalhando de casa, tentando dar aula, seus alunos também passam pelas mesma dificuldades com isso e muitas vezes, não têm a disciplina nem maturidade para o ensino remoto, o que potencializa ainda mais as dificuldades acentuando a concorrência desleal com as redes sociais;

  3. Para evitar a dispersão ou reduzir o máximo possível, procure sempre incentivar a interação, questione os alunos, não permita que somente um dos alunos responda, contorne a situação perguntando se os demais concordam com a resposta e peça que justifiquem…isso fará com que fiquem alertas o tempo todo;

  4. Diversifique os materiais, lembre que cada um aprende de uma forma. Traga pelo menos três formatos diferentes de materiais: texto, vídeo e áudio, por exemplo;

  5. Com o isolamento social, os alunos estão mais afastados, interagem menos. Tente manter o espírito de grupo criando um em aplicativos como WhatsApp por exemplo, isso aumenta a sensação de pertencimento a um grupo e permitirá que os alunos esclareçam dúvidas entre si e se relacionem fora do horário das aulas;

  6. Assim como na aula presencial, também na aula remota, deve-se estabelecer ligações entre o conteúdo apresentado e a realidade. De nada adianta apresentar os conteúdos de forma descontextualizada, isso também contribui de forma significativa para a dispersão. O foco deve ser a aprendizagem, portanto, devem aprender para utilizar seus conhecimentos no dia a dia do trânsito.

Lembrando que esta é uma situação emergencial, temporária. Em breve, serão restabelecidas as aulas presenciais. Por enquanto, vale a pena aproveitar o que de melhor esse momento nos oferece. Aprender com ele tirar o máximo possível de vantagem para aumentar o nosso conhecimento e fazer o que os Instrutores sabem fazer muito bem: educar os alunos para que possamos ter um trânsito melhor, menos violento e mais humano.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *