Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

Avenida Getúlio Vargas tem bloqueio parcial para obras até sexta-feira


Por Banda B Publicado 20/03/2023 às 14h55
 Tempo de leitura estimado: 00:00

A Prefeitura de Curitiba começa nesta segunda-feira (20), obra para conter erosão em um trecho da calçada na Avenida Getúlio Vargas, no Água verde, em frente ao portão H do Estádio Athletico Paranaense, em Curitiba.

(Foto: Divulgação / Prefeitura de Curitiba)

A intervenção é coordenada pelo Departamento de Pontes e Drenagem da Secretaria Municipal de Obras Públicas (Smop) para substituir a tubulação de concreto e restaurar a galeria pluvial, rompida na última semana, por causa  das chuvas volumosas do período.

Para realização dos serviços, a Avenida Getúlio Vargas terá bloqueio parcial da pista, a partir das 9 horas. O local estará sinalizado e agentes da Superintendência de Trânsito (Setran) vão orientar o trânsito.

Calçada

O trecho da calçada onde os serviços acontecem também ficará parcialmente interditado. Com a ajuda de uma escavadeira hidráulica, os trabalhadores farão a retirada da tubulação danificada e implantarão cinco novos tubos, para construir uma nova galeria de águas pluviais responsável por coletar e distribuir as águas das chuvas.

A intervenção acontece ao longo de cinco metros da calçada e tem previsão de ser concluída até a próxima sexta-feira (24), dependendo das ações climáticas. Após a substituição da tubulação e reconstrução da galeria a calçada será restaurada e a passagem liberada.

De acordo com Rodrigo Araújo Rodrigues, secretário municipal de Obras Públicas, a necessidade de intervenção foi constatada na última sexta-feira (17), durante uma sondagem feita pelas equipes da Smop, em buraco aberto entre o meio fio e a calçada.

“Verificamos que internamente o buraco tinha aproximadamente 5 metros de largura por 2 de altura, exigindo uma rápida intervenção para conter o processo erosivo e evitar novos prejuízos na região”

diz Rodrigues

Publicado primeiro por

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *