Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

Defesa de dono de Porsche que matou motorista de aplicativo nega fuga e afirma que acidente foi fatalidade


Por Banda B Publicado 02/04/2024 às 08h57
 Tempo de leitura estimado: 00:00

A defesa do empresário Fernando Sastre de Andrade Filho, 25, acusado de fugir após bater seu Porsche em um Renault Sandero e causar a morte de um motorista de aplicativo na madrugada de domingo (31), na região do Tatuapé, zona leste de São Paulo, afirma que o ocorrido foi “uma fatalidade causada pela batida dos veículos de Fernando e do Sr. Ornaldo”.

“Prematuro, neste momento, julgarmos as causas do acidente, na medida em que os laudos das perícias realizadas ainda não foram concluídos”, diz nota assinada pelos advogados Carine Acardo Garcia e Merhy Daychoum.

Clique aqui e continue lendo a matéria completa no parceiro

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *