Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

24 de julho de 2024

Nova rachadura assusta motoristas na BR-277, mas DNIT não vê necessidade de interdição


Por Banda B Publicado 14/03/2023 às 17h53 Atualizado 16/03/2023 às 15h38
Ouvir: 00:00

Uma nova rachadura assustou motoristas que passaram pela BR-277 nesta terça-feira (14), em Morretes, no Litoral do Estado. A abertura foi constatada no quilômetro 28, trecho de ponte que passa sobre o Rio Pitinga, sentido Paranaguá.

Diante dos questionamentos, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) enviou equipe técnica para o local, mas constatou apenas desgastes no pavimento e uma trinca transversal no encabeçamento da ponte situada na pista crescente.

Foto: Reprodução/Instagram/Grupo BR-277

“Quanto à trinca transversal, tal patologia é comum em obras de arte (viadutos) que não possuem a chamada laje de transição. Pelo exposto, informamos que não foram identificadas, pelo DNIT, patologias neste momento que remetam à interdição completa ou parcial do km 28”, descreve.

Segundo o órgão, a trinca não possui qualquer ligação com o afundamento do km 33.

Na última quarta-feira (8), o DNIT abriu desvio no quilômetro 33. A obra foi necessária após trecho da rodovia ser bloqueado por conta de um afundamento do asfalto e ficar constatado que o terreno estava ‘geologicamente comprometido’.

O DNIT confirma ainda que dará início na quarta-feira (15) às obras do km 33.

Publicado primeiro por

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *