Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

04 de março de 2024

Trens batem e deixam 12 feridos na zona norte do Rio


Por Banda B Publicado 13/11/2023 às 17h05
 Tempo de leitura estimado: 00:00

Dois trens bateram, na manhã desta segunda-feira (13), perto da estação de Madureira, na zona norte do Rio de Janeiro. Doze pessoas precisaram de atendimento, segundo informou a concessionária da Supervia.

O acidente aconteceu por volta das 7h20 desta manhã. Por conta da batida, um dos trens saiu dos trilhos. Os passageiros precisaram deixar os vagões e irem andando pelos trilhos até a estação.

trem-rj
Passageiros observam e fotografam trens batidos na estação de Madureira, na zona norte do Rio – Foto: Reprodução

Segundo a Supervia, a maioria das pessoas que precisaram de atendimento foi socorrida no local e liberada. Dos 12 passageiros que foram atendidos, duas mulheres foram encaminhadas pelos bombeiros para o Hospital Municipal Salgado Filho. Elas tiveram ferimentos leves e já receberam alta na unidade de saúde.

A concessionária informou que, além das duas mulheres, quatro passageiros precisaram de atendimento dos bombeiros. Dois deles tiveram uma crise nervosa, um ficou com arranhões na perna e um teve suspeita de luxação no tornozelo.

Técnicos da Supervia estão investigando as causas do acidente.

Devido à colisão, o ramal de Japeri ficou com os intervalos irregulares durante a manhã. Em nota, a Supervia informou que a operação foi normalizada no início da tarde.

Pelo X (antigo Twitter), passageiros que estavam nos trens relataram o ocorrido.

“Isso é um absurdo! Olha como está a estação de Madureira. Um trem bateu com muita força no que eu estava, muita gente caiu nos trilhos, muita gente se machucou. Foi desesperador”, escreveu uma passageira.

Publicado primeiro por

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *