Notícias

Notícias

Como o setor logístico tem se adequado na pandemia 

Como o setor logístico tem se adequado na pandemia
Foto: Pixabay.com

Veja quais foram as adaptações feitas pelo setor logístico para continuar operando mesmo durante a pandemia.

Setor logístico
Foto: Pixabay.com

O setor de logística global foi um dos mais afetados pela pandemia. À medida que o mundo entrava em bloqueio, o fechamento das fronteiras dos países e os voos suspensos ocorriam no momento em que as demandas por EPI e outras necessidades estavam em seu ápice.

O forte aumento nas compras de e-commerce pressionou ainda mais as cadeias de suprimentos globais e, mais recentemente, o lançamento de vacinas em todo o mundo adicionou ainda mais desafios.

A necessidade de manter o mundo em movimento acelerou as inovações no setor de logística.

Mas como será o panorama global daqui para frente? Quais das mudanças adotadas durante a pandemia permanecerão por longo prazo e terão impacto na entrega internacional? Para entender, leia a seguir.

Crescimento do comércio eletrônico

O comércio eletrônico foi o grande benfeitor da pandemia. Em meio ao fechamento de lojas, recorremos às compras online em números recordes e é uma tendência que veio para ficar.

Embora isso seja uma boa notícia para as empresas do setor de comércio eletrônico, é importante que elas se lembrem do que está no centro de tudo: o cliente.

No último ano, seus hábitos e expectativas de compra mudaram à medida que as compras online aumentaram em popularidade devido às dificuldades da compra presencial.

Uma das demandas imediatas dos clientes durante a pandemia era a necessidade de opções de entrega seguras e higiênicas.

A conveniência desses serviços melhorou a experiência do cliente e aumentou sua fidelidade em relação a marcas que oferecem essa flexibilidade sem contato.

Diversificação das linhas de abastecimento

O que acontecerá se o principal fornecedor do seu negócio de comércio estiver baseado em um país que acabou de entrar em bloqueio restrito?

Durante décadas, a globalização permitiu que o comércio internacional prosperasse. Essa é a razão pela qual a maioria das empresas de comércio eletrônico pode oferecer a seus clientes remessas internacionais como padrão.

No entanto, as interrupções comerciais causadas pela pandemia levaram os líderes empresariais a repensar as vulnerabilidades de suas linhas de fornecimento global — a saber, fatores geográficos.

Nas primeiras semanas da pandemia, a China — indiscutivelmente o centro da manufatura mundial — implementou restrições de fronteira rígidas, causando atrasos em todo o mundo.

As empresas afetadas lutaram para competir por fornecedores alternativos e algumas foram até forçadas a reduzir ou interromper a produção.

Tecnologias inovadoras, como inteligência artificial e automação de processos robóticos, estão oferecendo oportunidades para superar as restrições de custo.

Essas tecnologias podem ser usadas para tarefas operacionais — como separação e embalagem de mercadorias em depósitos —, mas também para aprimorar o planejamento estratégico e a previsão. Isso acaba melhorando a eficiência geral da cadeia de suprimentos.

As empresas de comércio devem pesquisar e investir em tecnologias para agilizar e otimizar o desempenho em toda a sua reposição ou correr o risco de ficar para trás.

Uso intenso de big data

A imprevisibilidade da pandemia destacou como algumas cadeias de suprimentos estão mal equipadas para lidar com interrupções nos procedimentos normais. Para se tornar mais flexível e resiliente, o setor de logística deve empregar uma abordagem baseada em dados.

O fluxo livre de informações em um ecossistema compartilhado da cadeia de suprimentos permite total visibilidade e transparência da movimentação de mercadorias.

Isso significa que uma mudança inesperada — como uma grande tempestade começando antes do previsto — não seria mais um desastre para a jornada de entrega, mas uma oportunidade de redirecionar o fluxo de mercadorias em todo o mundo e ainda assim chegar a tempo.

A análise avançada dentro da cadeia de suprimentos significa que um número literalmente infinito de insights pode ser obtido e transformado em oportunidades acionáveis em uma plataforma escalonável.

As marcas estão usando o que estão aprendendo com essa mudança digital para inovar e planejar a continuidade nos próximos anos.

O 5G está impulsionando essa revolução digital, tornando as conexões de dados mais rápidas e precisas e transformando as capacidades do setor de logística como resultado.

Migração para operações ecologicamente sustentáveis

Já faz algumas décadas que sustentabilidade tem sido a palavra-chave na indústria de transporte, na verdade, em muitas indústrias. E a pandemia aumentou ainda mais sua importância.

Com o mundo turbulento, os consumidores estão reavaliando seus hábitos de consumo. Mais de um terço dos compradores afirmam estar mais conscientes do impacto ambiental de seus hábitos de compra online do que antes da pandemia.

E eles estão esperando que os varejistas dos quais compram façam sua parte também.

As empresas devem procurar maneiras de reduzir o desperdício e, portanto, os custos em todo seu processo de trabalho.

Para tentar se adaptar, as cadeias logísticas estão priorizando a eficiência operacional ambiental por meio da redução de resíduos, fornecimento responsável, eficiência hídrica e redução de emissões de gases de efeito estufa nos próximos anos.

Os veículos autônomos podem ajudar as empresas a reduzir a quantidade de combustível usado, permitindo um melhor planejamento de rotas. É provável que os veículos autônomos que entregam mercadorias tenham uma demanda maior à medida que a pandemia continua.

Para medir a eficiência ambiental, os líderes do setor podem usar dados de seus ecossistemas digitais para criar metas e requisitos para si próprios e envolver fornecedores com um propósito comum.

Lições aprendidas

A Covid-19 nos ensinou algumas lições que devemos considerar de modo a nos prepararmos para cenários semelhantes no futuro.

Em primeiro lugar, a otimização do estoque é fundamental. Em outras palavras, isso significa manter uma comunicação fluida com os clientes. Além disso, sempre ficar por dentro das possíveis flutuações nos pedidos, controlando os volumes de estoque.

A segunda lição está no controle sobre a rastreabilidade do pedido. Dessa forma, conseguir informar o destinatário final a qualquer momento sobre o status de seu pedido tornou-se extremamente necessário e cada vez mais clientes estão exigindo isso.

Ao longo desse período vimos várias empresas sendo fechadas. Também setores em declínio, mas vimos também o aumento na procura em alguns setores como o de delivery. Além disso, o de streamings e o de self storage.

Não dá para prever o futuro, mas de acordo com as mudanças comportamentais e observando tendências de consumo e necessidade, fica claro que num mundo pós-pandemia, a logística será completamente diferente.


Artigos Recomendados Para Você

10 Comentários

  1. Mercado de trabalho do transporte segue com saldo positivo de empregos em 2021 - Portal do Trânsito

    […] é possível identificar que o maior saldo na criação de empregos formais (+72.850) ocorreu no segmento de transporte rodoviário de cargas (TRC). Em realidade oposta está o transporte rodoviário de passageiros […]

  2. Nova lei cria documento eletrônico de transporte de cargas - Portal do Trânsito

    […] se o transporte for de produtos agropecuários perecíveis diretamente do produtor rural; ou se o transporte se referir apenas à coleta de mercadorias a serem transportadas para o destino final de forma […]

  3. Nova lei cria documento eletrônico de transporte de cargas | Raul

    […] se o transporte for de produtos agropecuários perecíveis diretamente do produtor rural; ou se o transporte se referir apenas à coleta de mercadorias a serem transportadas para o destino final de forma […]

  4. Perfil Despachante » Nova lei cria documento eletrônico de transporte de cargas

    […] se o transporte for de produtos agropecuários perecíveis diretamente do produtor rural; ou se o transporte se referir apenas à coleta de mercadorias a serem transportadas para o destino final de forma […]

  5. Despachante Pracatu » Nova lei cria documento eletrônico de transporte de cargas

    […] se o transporte for de produtos agropecuários perecíveis diretamente do produtor rural; ou se o transporte se referir apenas à coleta de mercadorias a serem transportadas para o destino final de forma […]

  6. Nova lei cria documento eletrônico de transporte de cargas | Despachante Expresso

    […] se o transporte for de produtos agropecuários perecíveis diretamente do produtor rural; ou se o transporte se referir apenas à coleta de mercadorias a serem transportadas para o destino final de forma […]

  7. Jura Despachante » Nova lei cria documento eletrônico de transporte de cargas

    […] se o transporte for de produtos agropecuários perecíveis diretamente do produtor rural; ou se o transporte se referir apenas à coleta de mercadorias a serem transportadas para o destino final de forma […]

  8. Despachante Ferpa » Nova lei cria documento eletrônico de transporte de cargas

    […] se o transporte for de produtos agropecuários perecíveis diretamente do produtor rural; ou se o transporte se referir apenas à coleta de mercadorias a serem transportadas para o destino final de forma […]

  9. Despachante Tozzi » Nova lei cria documento eletrônico de transporte de cargas

    […] se o transporte for de produtos agropecuários perecíveis diretamente do produtor rural; ou se o transporte se referir apenas à coleta de mercadorias a serem transportadas para o destino final de forma […]

  10. Agência de Despachos 59 » Nova lei cria documento eletrônico de transporte de cargas

    […] se o transporte for de produtos agropecuários perecíveis diretamente do produtor rural; ou se o transporte se referir apenas à coleta de mercadorias a serem transportadas para o destino final de forma […]

Deixe um comentário

Campos obrigatórios *

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Politica de Privacidade.

Trocar a senha

Identifique-se para receber um e-mail com as instruções de nova senha.

[wp_user active='forgot']