Notícias

Notícias

Dúvida: é possível trafegar sem placa? 

Dúvida: é possível trafegar sem placa?

Dirigir sem placaConheça os riscos de dirigir um veículo sem placa

Muitos cidadãos que adquirem um veículo zero quilômetro têm dúvidas sobre quanto tempo é possível rodar sem placas e se isso é ou não permitido.

Segundo o especialista em trânsito e diretor da Tecnodata Educacional, Celso Alves Mariano, é possível circular com um veículo novo por até 15 dias sem emplacá-lo, contando a partir da data do carimbo de saída na nota fiscal do veículo, porém, existem limitações. “A Resolução 269, do Contran, prevê que o carro pode circular apenas do pátio da fábrica ou da concessionária até o órgão de trânsito do município de destino. Por esse motivo, não é possível circular, por exemplo, à noite ou em finais de semana, períodos nos quais os órgãos de trânsito não funcionam”, afirma o especialista.

Para trafegar com segurança, é imprescindível que o condutor esteja de posse da nota fiscal de compra, que deve trazer o carimbo de saída da concessionária com a data na qual o modelo foi entregue. O consumidor tem, nesse prazo, o dever de registrar e licenciar o veículo junto ao órgão de trânsito de sua cidade.

Após os 15 dias, o condutor que rodar sem placa cometerá uma infração gravíssima, com multa de R$ 191,54 e sete pontos no prontuário de sua CNH. Além disso, terá seu veículo recolhido, conforme prevê o artigo 230, do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Cuidados com a placa

As letras e números da placa devem sempre estar legíveis. É uma infração de trânsito rodar com números e letras apagados. Nesses casos, o motorista deverá solicitar uma segunda via da placa, pois não é permitida a pintura das letras.

Além disso, a placa do carro deve estar na posição reta para a perfeita leitura dos números e letras pelos agentes de trânsito.  Se, por algum motivo, o lacre da placa traseira romper, é necessário procurar o Detran. Carros sem lacre na placa podem ser guinchados. Na placa dianteira não há necessidade de lacre.


Artigos Recomendados Para Você

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *