Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

26 de fevereiro de 2024

Área de espera para motos é implantada para aumentar segurança no trânsito em Santos

O objetivo é diminuir o número de acidentes envolvendo motos, ciclistas e pedestres em cada cruzamento.


Por Assessoria de Imprensa Publicado 28/01/2023 às 18h00
 Tempo de leitura estimado: 00:00
Área de espera para motos
O objetivo é dar maior visibilidade às motocicletas. Foto: Divulgação Prefeitura

Para proporcionar mais segurança aos motociclistas e diminuir o conflito destes veículos com os automóveis,  no momento da abertura do semáforo, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET-Santos) implantou projeto de área de espera para motos. O projeto piloto foi implementado ao longo das avenidas da orla (nos dois sentidos). Mais especificamente junto aos cruzamentos semaforizados, no trecho que vai desde a divisa Santos/São Vicente até à Rua Antonio Guenaga, na Ponta da Praia.

O espaço é delimitado por duas linhas de retenção e destinado exclusivamente à espera de motocicletas, motonetas e ciclomotores, junto à aproximação semafórica, à frente da linha de retenção dos demais veículos.

O objetivo é dar maior visibilidade às motocicletas junto às travessias de caminhantes. Além disso, diminuir o número de acidentes envolvendo motos, ciclistas e pedestres em cada cruzamento.

Essa sinalização foi instituída, inicialmente, em caráter experimental, no Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Ela passou a vigorar efetivamente em abril de 2021, com a Lei 14.071/20.

A implementação na orla santista foi concluída nesta semana.

“A nova sinalização visa que as motos ocupem o espaço entre a faixa de pedestres e a espera dos demais veículos e, na abertura do semáforo, saiam antes dos automóveis. Isso reduzirá o conflito entre os veículos”, reforça o presidente da CET-Santos, Antonio Carlos Silva Gonçalves.

A CET-Santos desenvolve o programa de Educação para o Trânsito, promovendo ações diversas e contínuas (campanhas, cursos, palestras etc) para conscientização de pedestres, ciclistas, motoristas assim como motociclistas, os segmentos que compartilham o uso de ruas e avenidas.

Nos últimos anos, várias campanhas estiveram voltadas a motociclistas. Uma delas, por exemplo, é a “Eu piloto pela vida”, que entre os meses de março e abril passado orientou mais de 2 mil motociclistas.

Exemplos de outras cidades

Em Curitiba os teste com sinalização de áreas para motociclistas são feitos desde 2018. De acordo com a superintendente de Trânsito da capital paranaense, Rosangela Battistella, as motocaixas aumentam a segurança em vias com diversos cruzamentos semaforizados.

“Queremos contribuir para minimizar a incidência de acidentes causados no trânsito. Reduzir o limite de velocidade permitido e implantar motocaixas são exemplos dos esforços e dos projetos estruturados por nossas equipes técnicas nesse sentido”, explicou.

Em Recife e Fortaleza também foram implantadas as áreas de espera para motos. Veja aqui!

Receba as mais lidas da semana por e-mail

1 comentário

  • Lider Despachante Policial
    10/02/2023 às 15:51

    […] Fonte: Portal do Trânsito […]

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *