Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

23 de julho de 2024

Condução defensiva: entenda sobre a técnica que ajuda a evitar acidentes


Por Agência de Conteúdo Publicado 25/09/2022 às 21h30 Atualizado 08/11/2022 às 21h03
Ouvir: 00:00

Conjunto de ações que visam prevenir acidentes e garantir a segurança de motoristas e pedestres é exigência para obter a Carteira Nacional de Habilitação.

A direção defensiva é um conjunto de práticas e técnicas aplicadas pelos condutores que ajudam a evitar acidentes. Nesse sentido, a condução defensiva acaba sendo uma medida para prevenção de multas e outras diversas penalidades presentes no Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Segundo o manual da Senatran (Secretaria Nacional de Trânsito), a direção defensiva é a forma de dirigir que permite você reconhecer antecipadamente as situações de perigo e prever o que pode acontecer com você, com seus acompanhantes ou com os demais veículos e pedestres na via.

No Brasil, grande parte dos acidentes acontece por alguma irresponsabilidade ou imprudência dos condutores. E a adoção desse tipo de técnica ajuda a diminuir consideravelmente o número de incidentes no trânsito. Desde a sua promulgação, o CTB tornou obrigatória a abordagem do tema no processo de obtenção à CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

Conteúdos abordados na condução defensiva

A direção defensiva inclui em suas práticas a manutenção periódica e preventiva dos veículos, a atenção e concentração do condutor e o uso correto dos componentes de segurança do veículo, como retrovisores, lanternas, faróis e sinalizações. Além disso, respeito a velocidade das vias, não dirigir sob efeito de álcool, respeitar as sinalizações e os semáforos nas vias. Também aborda a postura e aperfeiçoamento constante do condutor. Assim como a análise das condições da via, como realizar ultrapassagens somente em locais permitidos, atenção às condições climáticas, reação em cruzamentos, curvas, declives e neblina, entre outras. Todas as situações tem como objetivo evitar possíveis acidentes

Os dois tipos de direção defensiva existentes são a preventiva e a corretiva. A condução defensiva preventiva é aquela que o motorista pratica quando toma ações a fim de evitar que acidentes ocorram. Ou seja, prestando atenção na direção e respeitando as leis de trânsito. Já a direção defensiva corretiva é aquela em que o condutor precisa tomar medidas para corrigir situações de perigo que não puderam ser antecipadas. Como, por exemplo, ligar o pisca-alerta ao parar em um congestionamento para sinalizar aos veículos que vêm atrás. Ou, ainda, desviar de um acidente que acabou de acontecer para o acostamento, para evitar uma colisão traseira.

A direção defensiva é de extrema importância para os condutores, pois, além de obrigatória na formação de novos condutores, ajuda a prevenir e evitar acidentes com o condutor e demais usuários das vias. Para isso, a responsabilidade ao assumir o volante e a prática das técnicas inclusas na direção defensiva são de suma importância para um trânsito mais seguro.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *