Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

24 de fevereiro de 2024

Entenda como funciona a avaliação psicológica de trânsito


Por Mariana Czerwonka Publicado 16/06/2015 às 03h00 Atualizado 08/11/2022 às 22h50
 Tempo de leitura estimado: 00:00
Avaliação psicológicaFoto: Allan Marba – Detran/PR

Para conquistar o direito de dirigir, o candidato a primeira habilitação precisa passar por uma série de procedimentos: avaliação psicológica, avaliação física e mental, exames teórico e prático de direção. Considerando isso, o Departamento de Trânsito do Paraná explica como funciona a primeira etapa do processo de habilitação – Avaliação psicológica.

A avaliação psicológica no contexto do trânsito acontece em, no mínimo, dois momentos. Um é destinado à entrevista psicológica e o outro à aplicação de testes psicológicos. “Através deles o profissional consegue identificar a capacidade de atenção, raciocínio lógico, memória e personalidade de uma pessoa, que consequentemente refletem na segurança viária e na diminuição dos acidentes”, explica o diretor-geral do Detran, Marcos Traad.

Logo após abertura do processo de habilitação, a avaliação psicológica pode ser agendada em uma das unidades do Detran. Atualmente, a taxa do exame é de R$ 155,38 a ser paga em um dos bancos credenciados ao Departamento (Banco do Brasil, Sincredi, Bancoob ou Banco Rendimento), respeitando sempre o prazo que consta na guia.

Funcionamento

A entrevista psicológica tem duração de até 30 minutos e nela o psicólogo coleta dados contextuais sobre o candidato, além de observar os comportamentos que podem ser reproduzidos na direção. Já a etapa de aplicação de testes leva aproximadamente uma hora e meia. Os dois atendimentos acontecem no mesmo dia e geram apenas um resultado: apto, inapto ou inapto temporário.

De acordo com Especialista em Psicologia do Trânsito, Maria Elaine Andrade Celeira de Lima, o desconhecimento produz ansiedade e medo. “Muitos candidatos ainda chegam à clínica com a concepção errônea de que quem não passa na avaliação é louco ou algo parecido. Esse é um pensamento equivocado, mito gerado no passado e em que, infelizmente, até os dias de hoje algumas pessoas acreditam”, chama atenção.

Devolutiva

Para obter informações sobre seu processo avaliativo, o candidato tem direito a uma entrevista devolutiva gratuita. Nesse procedimento o psicólogo apresenta de forma clara e objetiva os resultados dos exames e o candidato é orientado para que possa ter um melhor desempenho em seu processo de avaliação. Ela pode ser agendada através do site do Detran ou na própria clínica que realizou a avaliação.

Para quem for fazer o exame, a psicóloga recomenda alguns cuidados simples e essenciais. “No momento da entrevista é preciso ser claro e honesto. Nos exames coletivos, o candidato deve ficar atento às explicações e solicitações feitas pelo psicólogo. É importante também não comparar as experiências de familiares e amigos, pois todos apresentamos diferenças cognitivas, afetivas, sociais e funcionais”, reforça.

Se o candidato quiser, ele tem ainda o direito de requerer no prazo de trinta dias, contados a partir da data do conhecimento do resultado no sistema de habilitação, à instauração de uma Junta Psicológica ao Detran/PR, conforme Resolução nº 425/2012 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

A Junta Psicológica é constituída por três psicólogos da autarquia e realiza um novo exame de avaliação psicológica com o candidato, sem pagamento de taxa.

Com informações da Agência Estadual de Notícias

Receba as mais lidas da semana por e-mail

4 comentários

  • José Gonçalves Correia
    26/03/2023 às 20:01

    Boa Noite.
    Tenho 72 anos minha CNH é Categoria B vence o exame médico a cada três anos e está em dia.
    Faço transporte de pessoas remunerado sem vínculo com a locadora ( Não é app de transporte) Sou MEI.
    A pergunta é: preciso fazer o exame de Avaliação Psicológica para ter na minha CNH a inscrição na EAR?
    Obrigado pela atenção e aguardo retorno.
    José Gonçalves Correia SP Capital.

    • Mariana Czerwonka
      28/03/2023 às 10:10

      José

      Sim, para ter o EAR na CNH é necessário fazer a Avaliação Psicológica.

      Equipe Portal

  • roni
    07/04/2023 às 14:13

    ola tenho cnh b a mais de 20 anos gostaria de saber se eu tentar incluir ear na minha carteira e eventualmente não passar no psicotecnico como fica a minha situação somente não terei direito a ter ear em minha carteira ou invalida a que ja tenho tambem ?

    • Mariana Czerwonka
      10/04/2023 às 16:15

      Roni

      Apenas não terá direito ao EAR.

      Equipe Portal

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *