Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

02 de março de 2024

Prova teórica com tradução em Libras no processo de habilitação é implementada em MG


Por Mariana Czerwonka Publicado 04/10/2022 às 16h30 Atualizado 08/11/2022 às 21h02
 Tempo de leitura estimado: 00:00

Conforme o Detran/MG, o sistema converte o texto para Libras das questões da prova teórica por meio eletrônico. O sistema está disponível em todo o estado. 

No mês passado, marcado pela visibilidade da comunidade surda, a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) implementou em todo o estado a tradução da prova teórica no processo de obtenção da  habilitação para a Língua Brasileira de Sinais (Libras). No novo sistema, as questões elaboradas pelo Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG) são sorteadas aleatoriamente e a tradução do texto em Libras é feita automaticamente.

Anteriormente, os candidatos com deficiência auditiva tinham que se deslocar para Belo Horizonte e realizar uma prova escrita. A mediação era feita por um interprete de Libras para auxiliar na compreensão das perguntas.

De acordo com o diretor do Detran-MG, delegado Eurico da Cunha Neto, é essencial promover a acessibilidade às pessoas surdas. Dessa forma, considerando que a Libras é a segunda língua oficial do país. “O Código de Trânsito Brasileiro assegura a acessibilidade de comunicação em todas as etapas do processo de habilitação”, afirma.


Leia também:

Detran/ES disponibiliza simulados de habilitação com vídeos em LIBRAS 

Etapas do processo de habilitação

Conforme a coordenadora da Divisão de Habilitação do Detran-MG, delegada Maria Alice Faria, as etapas do processo de obtenção da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) são as mesmas para todos os cidadãos. São elas: exames médico e psicotécnico, curso e prova teórica; curso de prática veicular e o exame de direção.

“Muitas vezes os candidatos surdos têm dificuldade com a língua portuguesa, o que pode ser um desafio em cada uma dessas etapas. O sistema eletrônico de provas vem para ampliar a acessibilidade assim como a autonomia para esses candidatos na hora do exame de legislação”, aponta.

O agendamento da prova de legislação em Libras é feito por meio do Centro de Formação de Condutores (CFC) onde o candidato realizou o curso teórico. A prova contém 30 questões e, para conseguir a aprovação, a pontuação do candidato deve ser igual ou superior a 21 pontos. No modelo eletrônico da prova, por exemplo, o candidato tem o resultado imediatamente após a conclusão do teste.

Com informações da Agência Minas

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *