Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

18 de julho de 2024

Você sabe quais documentos precisa ter para estar com o carro legalizado?

Existem obrigações que devem ser cumpridas para não ter dor de cabeça durante uma abordagem.


Por Agência de Conteúdo Publicado 20/08/2023 às 13h30
Ouvir: 00:00
Carro regularizado
O último levantamento realizado pelo Detran de São Paulo apontou que existem 9,5 milhões de carros rodando de forma irregular nas ruas do estado. Foto: iStock

Ter um carro atualmente não é uma tarefa muito simples. Além dos mais variados custos que estão envolvidos, o proprietário precisa estar muito atento para ter toda a documentação correta e andar com o carro legalizado. Isso garantirá que o veículo possa trafegar nas ruas e evitar dores de cabeça futuras.

Para se ter uma ideia, o último levantamento realizado pelo Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran/SP) apontou que existem 9,5 milhões de carros rodando de forma irregular nas ruas do estado. Por isso, é preciso portar os documentos necessários e estar com eles em dia, pagando taxas e impostos todos os anos.

Regras de CNH

É preciso seguir algumas obrigações. A primeira é não ter excesso de multas no prontuário. Lembrando que toda infração gera uma pontuação na Carteira Nacional de Habilitação. Quando atinge 40 pontos, a CNH é suspensa.

Ainda sobre a habilitação, o condutor deve se atentar e fazer a renovação frequente. Recentemente a lei mudou, para saber novos prazos clique aqui. Se a pessoa parar na blitz policial, ela pagará multa por infração gravíssima e receberá 7 pontos na CNH.

Documentos obrigatórios do carro legalizado

É preciso pagar o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores, ou simplesmente IPVA, todos os anos, seja à vista ou por parcelamento (a quantidade pode variar de acordo com a legislação de cada estado).

Também é preciso quitar todos os anos o DPVAT (Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre) e a taxa estadual de licenciamento, para a emissão do CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo). Lembrando que nos últimos dois anos não houve cobrança do DPVAT.

O último certificado, inclusive, gerou muita polêmica nos últimos anos. Isso porque os Departamentos de Trânsito do Brasil inteiro pararam de emitir ele. Então, o motorista passou a ser o responsável por fazer a impressão.

Versões digitais

Se alguma autoridade parar o condutor, pode apresentar as versões originais da CNH e do CRLV. O segundo se emite em uma folha A4 (papel comum). Mas o que muita gente pode não saber é que existem versões digitais que também são aceitas pelos órgãos do governo. Isso vale tanto para carros novos quanto seminovos.

Fato é que, quando uma abordagem acontecer, é preciso sempre manter a tranquilidade e defender os próprios direitos. Mas, cumprindo todas essas obrigações, é muito improvável que alguma coisa ruim aconteça, seja em relação a retenção do veículo ou alguma multa para o motorista.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *