Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

Paraná intensifica ações educativas devido a grande ocupação de leitos por vítimas do trânsito

O objetivo desta ação unificada é estabilizar a ocupação dos leitos hospitalares.


Por Agência de Notícias Publicado 16/04/2024 às 18h00
 Tempo de leitura estimado: 00:00
Ação no Paraná devido a ocupação de leitos
Houve um aumento no número de ocupação de leitos hospitalares devido ao aumento dos chamados casos de trauma. Foto: Adilson Voinaski Afonso – SESP

Uma estatística preocupante nesse início do mês fez as Secretarias de Segurança Pública e a de Saúde, no Paraná, tomarem a decisão de aumentar as ações educativas, fiscalização de trânsito e adequar o fluxo de atendimento nos hospitais e UPAs em todo o Paraná. Isso porque, conforme os dados divulgados, houve um aumento dos chamados casos de trauma – entre 1º de janeiro e 15 de abril de 2023, foram 13,4 mil ocorrências no estado, e no mesmo período deste ano, 14,7 mil. O objetivo desta ação unificada é estabilizar a ocupação dos leitos hospitalares.

De acordo com a Agência Estadual de Notícias (AEN), o tema foi discutido ontem (15) em uma reunião entre o secretário de Segurança Pública, Hudson Leôncio Teixeira, e o secretário de Saúde, Beto Preto, para os ajustes finais antes do lançamento da Operação Unidos pela Saúde e Paz no Trânsito, que deve contar também com representantes municipais e federais.

Na reunião, houve a busca por soluções para diminuir o número de sinistros de trânsito, principalmente na Capital, que já registrou 7,9 mil vítimas no primeiro semestre do ano.

“Esta integração entre as secretarias tem como objetivo a redução dos acidentes de trânsito e, consequentemente, das fatalidades. As forças de segurança estão implementando campanhas educativas e medidas repressivas para responsabilizar aqueles que negligenciam suas obrigações nas vias. Hoje reunimos diversas autoridades da segurança e saúde para trabalhar de forma colaborativa”, explicou Teixeira à AEN.

Dentre as soluções debatidas estão a realização de campanhas educativas, a fiscalização mais rigorosa das leis de trânsito e o fortalecimento das medidas de segurança.

Além disso, a operação tem como intuito incentivar a adoção de comportamentos seguros no trânsito. Como, por exemplo:

  • o respeito às normas de tráfego;
  • o uso correto dos equipamentos de segurança;
  • a conscientização sobre os riscos do consumo de álcool e outras substâncias antes de dirigir.

O secretário de Saúde do Paraná reiterou que essas são medidas fundamentais para aliviar a rede hospitalar. Dessa forma, agilizando o tempo e capacidade de resposta dos hospitais. “Essa é uma ação que traz diversos benefícios para a rede hospitalar. Isso porque permite diminuir a demanda e a ocupação de leitos por traumas. Vamos realizar um trabalho integrado entre as Regionais de Saúde e os agentes policiais para promover não somente a segurança, mas incentivar também a conscientização coletiva. São acidentes evitáveis e as medidas irão contribuir para salvar vidas”, avaliou o secretário.

O Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR) também atuará na Operação com foco em ações para os motociclistas.

“Os motociclistas envolvidos em sinistros de trânsito estão bastante vulneráveis. A ação conjunta entre o estado, município e órgãos federais visa a sensibilização da importância do tema”, disse o diretor-presidente do Detran-PR, Adriano Furtado, à AEN.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *