Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

24 de fevereiro de 2024

SP é o estado com mais motoristas que ainda precisam fazer o exame toxicológico

Teste é obrigatório para condutores das categorias C, D e E: em todo estado, 335.822 precisam regularizar a situação.


Por Agência de Notícias Publicado 02/02/2024 às 11h00
 Tempo de leitura estimado: 00:00
exame toxicológico SP
Só em SP, 335.822 condutores ainda não se submeteram ao exame toxicológico. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Apesar da prorrogação do prazo para a realização do exame toxicológico estabelecida pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), muitos motoristas das categorias C, D e E – para quem o teste é obrigatório – precisam regularizar a situação. De acordo com levantamento realizado pela Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran), só em São Paulo-SP, 335.822 condutores ainda não tinham se submetido ao exame toxicológico em 26 de janeiro.

O número corresponde a 14,70% do total de motoristas registrados no estado nas categorias para as quais o teste é obrigatório. Quando se analisa o dado percentualmente, contudo, São Paulo fica em sexto lugar na lista nacional de pendências no toxicológico. Fica atrás, por exemplo, de Acre, Amazônia, Maranhão, Paraíba e Piauí, e é líder tanto em números absolutos quanto percentualmente entre os estados do Sudeste.

Ainda segundo o mesmo levantamento, 1.162.058 condutores das categorias C, D e E em todo país se encontram com o exame toxicológico vencido por mais de 30 dias.

Prazo extra

De acordo com o órgão, a prorrogação do prazo para realização do exame tem como objetivo zerar o número de condutores que não conseguiram regularizar a situação até 28 de janeiro. Esta era a data inicialmente prevista para o início da fiscalização. O novo prazo acontece de forma escalonada.

Agora, conforme a Senatran, com o tempo extra, os períodos de regularização levarão em conta o mês de validade da Carteira Nacional de Habilitação (CNH):

  • Condutores com validade da CNH entre janeiro e junho terão até 31 de março para realizar o exame toxicológico;
  • Condutores com validade da CNH entre julho e dezembro terão até 30 de abril para realizar o exame toxicológico.

Com a medida, motoristas flagrados dirigindo veículos das categorias C, D ou E com o exame toxicológico vencido por mais de 30 dias serão multados a partir de 1º de maio, caso a validade da CNH expire entre janeiro e junho. Para quem a CNH expira entre julho e dezembro, a aplicação das multas começa a partir de 31 de maio. A penalidade de multa para as infrações previstas na Lei 14.599/2024 – a que estabelece a obrigatoriedade do teste – é de natureza gravíssima (cinco vezes) no valor de R$ 1.467,35. Além disso, resulta em perda de sete pontos na CNH.

A informação é do Ministério dos Transportes

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *